pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ásia e Oceânia, Aeroportos

A Orix e a Vinci Airports escolhidas para gerir dois aeroportos no Japão

A Vinci Airports, que controla a ANA – Aeroportos de Portugal, foi seleccionada como detentor preferencial dos direitos de negociação para as concessões dos aeroportos internacionais de Kansai e de Osaka, no Japão. As concessões serão atribuídas por um prazo de 44 anos, a partir de 1 de Abril de 2016, e o tráfego movimentado pelos referidos aeroportos é de 34,6 milhões de passageiros por ano.
Neste negócio, a Vinci Airports integra um consórcio com a Orix Corporation, um grupo de serviços financeiros integrados.
“Este sucesso é o resultado de uma sólida parceria entre a Orix e a Vinci Airports, sustentada por complementaridades entre as duas empresas: a Orix, com uma forte presença em Kansai, sempre olhou para além dos limites do seu negócio principal enquanto fornecedor de serviços financeiros, e a Vinci Airports, cujo historial de sucesso de operação aeroportuária foi recentemente reforçado em Portugal (onde detém 100% do capital da ANA Aeroportos de Portugal), no Cambodja, em França e no Chile”, sublinha um comunicado hoje divulgado pela ANA.
Segundo esse comunicado, a Orix e a Vinci Airports irão constituir uma empresa concessionária encarregue de celebrar um acordo de projecto com a NKIAC até ao final de 2015.
A Orix e a VINCI terão a mesma participação accionista (40% cada), e empresas com participações accionistas minoritárias da região de Kansai deterão em conjunto 20% do capital.
A transferência das operações portuárias para a empresa concessionária está programada para o final de Março de 2016.
O aeroporto internacional de Kansai, inaugurado em 1994, está localizado numa ilha artificial no meio da Baía de Osaka. É utilizado como ‘hub’ internacional e como aeroporto doméstico, com um tráfego de 20 milhões de passageiros.
Por seu turno, o aeroporto internacional de Osaka, frequentemente designado como aeroporto de Itami, inaugurado em 1939, é o principal aeroporto doméstico da cidade de Osaka, com 14,6 milhões de passageiros.
Em conjunto, os aeroportos internacionais de Kansai e Osaka, acolhendo 34,6 milhões de passageiros (no ano fiscal de 2014 – 2015), representam o segundo grupo aeroportuário mais movimentado no Japão.
O crescimento do tráfego no ano passado (+7,4%) beneficiou dos excelentes resultados do turismo no Japão e do desenvolvimento das companhias de baixo custo para as quais o aeroporto internacional de Kansai constitui o principal ‘hub’ do país.
O plano de financiamento total da empresa concessionária é de 260 mil milhões de ienes (cerca de 1,94 mil milhões de euros), dos quais 80 mil milhões de ienes (cerca de 597 milhões de euros) serão pagos com contribuições de accionistas.
“Com esta nova aquisição, a Vinci Airports entra no ranking dos cinco líderes mundiais em gestão aeroportuária, com um total de 27 aeroportos e mais de 100 milhões de passageiros movimentados por ano. Esta iniciativa realça as ambições internacionais do Grupo Vinci nesta área. Estes dois aeroportos assinalam o primeiro grande sucesso do Grupo VINCI no Japão, delineando a estratégia de desenvolvimento internacional da Vinci”, lê-se no comunicado.

Artigos relacionados

Mais em Aeroportos, Ásia e Oceânia (478º de 478 artigos)

Os aeroportos portugueses registaram um aumento de 7,2% no número de passageiros no primeiro semestre deste ano, atingindo um total de 27,4 milhões, ...