pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Europa, Aviação Comercial, Aeroportos

Aviação comercial – Base aérea de Monte Real como aeroporto internacional

A Força Aérea aconselha prudência na abertura da base de Monte Real à aviação civil e pede que seja estudado o exemplo do aeroporto de Beja antes de serem tomadas decisões.
A base aérea de Beja, na sequência de um acordo feito no final de 2003 entre os ministérios da Defesa e das Obras Públicas, foi objeto de “um avultado investimento” para permitir o seu uso pela aviação civil.
Em abril de 2016, cinco anos depois de o terminal civil de Beja entrar em funcionamento, a empresa gestora dos aeroportos, ANA, reconheceu a necessidade de rever o projeto: “Foram sendo efetuadas operações comerciais exploratórias, no entanto, apesar dos esforços efetuados, a diminuta procura por parte da aviação comercial levou a repensar a atividade do aeroporto e a vocacioná-lo para outro tipo de operação.”

Base aérea de Monte Real à aviação civil
O estudo prevê um custo estimado de 20 milhões de euros para adaptação das infraestruturas existentes: reforço da pista, um terminal de passageiros, placas de estacionamento, hangar de manutenção, controlo de acessos, reservatórios de combustível, reforço do pessoal na torre de controlo e das capacidades de luta contra incêndios.
Após as obras concluídas a capacidade aeroportuária aponta para cinco mil movimentos por ano e cerca de 600 mil passageiros. A evolução a longo prazo prevê cerca de nove mil movimentos anuais e a presença de 1 a 1,2 milhões de passageiros.

Manuel Carlos Freire, adaptação do texto publicado na página de internet “Dn Aviação”
(18 Março 2018)

Artigos relacionados

Mais em Aeroportos, Aviação Comercial, Europa (342º de 828 artigos)

«Aeroporto de Beja, a infraestrutura vai passar a funcionar como posto de manutenção, desmantelamento e estacionamento de aeronaves. A ANA reconheceu esta quarta-feira, que teve de ...