pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, América do Sul, Aeroportos

Brasil – O Aeroporto em São Gonçalo do Amarante, começa a operar neste sábado (31)

Consórcio Inframérica
Brasil Sao Gonçalo de Amarante

O Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, começa a operar neste sábado (31). O terminal será aberto às 8h30 e o primeiro pouso está previsto para 9h40. O Consórcio Inframérica (Engevix e Corporación America), responsável pela administração, investiu R$ 500 milhões na construção do terminal. Este será o primeiro aeroporto brasileiro administrado exclusivamente pela iniciativa privada. Com o início do funcionamento do novo terminal, o Augusto Severo, em Parnamirim, será desativado para voos comerciais.
O novo terminal tem 40 mil metros quadrados de área construída e capacidade para atender 6,2 milhões de passageiros por ano. O terminal oferece 45 balcões de check-in e 10 quiosques de autoatendimento para o embarque de passageiros. São 5 esteiras de restituição de bagagens destinadas ao tráfego doméstico e internacional. O estacionamento terá, inicialmente, capacidade para 850 veículos.
“O aeroporto está 100% pronto para funcionar”, disse o presidente do Consórcio Inframérica, Allysson Paolinelli.
Ele explicou que as operações de carga também serão transferidas do Augusto Severo para o novo terminal neste sábado. “O terminal de cargas tem 4,5 mil metros quadrados e capacidade de expansão para 45 mil metros quadrados”, disse.
De acordo com Paolinelli, o novo aeroporto do Rio Grande do Norte tem potencial para se tornar uma “porta de entrada” no país. “Eu diria que hub não é o termo mais adequado para este aeroporto. Eu acredito que esse terminal tem um grande potencial para se tornar uma porta de entrada no país de voos vindos do exterior”, disse. Paolinelli ressaltou que para aumentar o número de voos internacionais é preciso também aumentar o número de voos domésticos para dar mobilidade aos turistas que visitam o país.
“Tudo isso é um processo de conquista. O primeiro passo foi dado que é a entrega da infraestrutura. Agora precisamos conquistar mais voos domésticos e isso depende de alguns incentivos por parte do Estado, como a redução do ICMS do combustível de aviação, por exemplo, para então conquistarmos mais voos internacionais. Esse terminal tem um potencial enorme”, disse Paolinelli.

Concessão
O Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante, é o primeiro a ser inteiramente concedido ao setor privado. O Consórcio Inframérica, formado pelo grupo Engevix e pelo argentino Corporación America, venceu, em agosto de 2011, o leilão que concedeu ao grupo o direito de construir, manter e explorar o novo aeroporto do RN. O lance pago pelo consórcio no leilão foi de R$ 170 milhões.
O contrato de concessão foi assinado pela presidenta Dilma Rousseff em novembro de 2011. A partir daí, o grupo teria até três anos para construir os terminais e um prazo de mais 25 anos para exploração. A construção do terminal, no entanto, levou menos tempo que o previsto em contrato, o que viabilizou a inauguração do terminal antes da Copa do Mundo. De acordo com a assessoria do Consórcio Inframérica, foram investidos R$ 500 milhões na construção do novo aeroporto.
De acordo com a Anac, o contrato de concessão poderá ser renovado por no máximo mais cinco anos, quando o aeroporto retornará ao poder público.

Fernanda Zauli, adaptação do texto publicado na página de internet “G1
(30 Maio 2014)

Artigos relacionados

Mais em Aeroportos, América do Sul, Ground Handling (25º de 532 artigos)

«Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, passa a ser administrado pela empresa alemã a partir desta sexta-feira (28). A Fraport, que já opera noutros aeroportos pelo mundo, vai ter o compromisso de ...