pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, América do Sul, Aeroportos

Cuba privatiza aeroportos

O rápido crescimento do número de turistas antes do início dos voos regulares entre Estados Unidos e Cuba, levou o governo cubano a anunciar em agosto a privatização do terminal internacional José Martí, em Havana,

que será gerido pela empresa francesa Aéroports de Paris (ADP), já a expansão e modernização ficarão a cargo da construtora francesa Bouygues Bâtiment International.
A francesa ADP administra – além do aeroporto Charles de Gaulle, em Paris – outros 31 terminais espalhados pelo mundo. Por sua vez, a Bouygues participou em vários projetos, como a construção do Stade de France, do Eurotúnel e do aeroporto de Hong Kong.
O projeto de privatização em Cuba, vai incluir o aeroporto regional de San Antonio de los Baños, a oeste de Havana, “prevê o financiamento e execução de medidas imediatas para melhorar a qualidade dos serviços, bem como investimentos de médio e longo prazo de acordo com o crescimento estimado de passageiros”, afirmou a televisão estatal cubana.

Após mais de 50 anos de interrupção, os voos regulares voltarão a fazer a rota entre EUA e Cuba no final de agosto. O governo americano calcula até 155 voos por semana. As licenças para as ligações ainda não foram emitidas, até porque o aeroporto de Havana já atingiu sua capacidade máxima. São frequentes as reclamações dos passageiros sobre os maus serviços, problemas na entrega de bagagens e as longas filas de espera.

Andreas Knobloch, adaptação do texto publicado na página de internet “Carta Capital
(27 Dezembro 2016)

Artigos relacionados

Mais em Aeroportos, América do Sul, Ground Handling (455º de 746 artigos)

«Dnata Ground Handling Industry, uma das maiores empresas de serviços aeroportuários do mundo, fechou acordo com a empresa brasileira RM Ground Services adquirindo a participação maioritária das ...