pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Aviação Comercial, Ásia e Oceânia

Academia de Formação de Pilotos da Emirates deverá estar terminada em 2016

A Academia de Formação de Pilotos da Emirates (Flight Training Academy), criada pela transportadora aérea para responder à crescente procura de pilotos, assina um acordo com a Cirrus Aircraft e a Embraer para encomendar 27 novos aviões. A encomenda inclui 22 Cirrus SR22 de pistões únicos e 5 jatos de dois motores Phenom 100E da Embraer, cotados em mais de 39 milhões de dólares.
Os aviões, que serão entregues no início de 2017, serão utilizados por alunos durante a formação para pilotos comerciais oficiais da Emirates. Esta encomenda vai permitir que estes realizem, pela primeira vez, todo o seu treino no Dubai. Anteriormente, era necessário que os pilotos recebessem grande parte da sua formação no estrangeiro. Além de consolidar a formação num único local no Médio Oriente, os novos aviões asseguram ainda aos alunos o acesso à nova frota para formação em todo o mundo.
Adel Al Redha, Vice-Presidente executivo da Emirates e Chief Operations Officer explica: “As previsões da indústria mostram um aumento da necessidade de pilotos, principalmente nos próximos anos. O Médio Oriente e a região do Golfo terão a maior procura por parte dos pilotos para apoiar a expansão e introdução de novos aviões. A Academia de Formação de Pilotos da Emirates é o nosso investimento e resposta a esta necessidade urgente. A academia irá oferecer programas de formação, usando a mais recente tecnologia e os aviões mais avançados. A decisão de adquirir estes novos aviões para treino reforça o nosso compromisso em abastecer a academia, assim como a indústria de aviação, com as infraestruturas necessárias para formar pilotos com elevadas competências. Embora a maior beneficiária do programa seja a Emirates, queremos expandir o nosso programa a candidatos externos em todo o mundo”.
A Academia de Formação de Pilotos vai, numa primeira fase, focar-se no programa de formação já existente para alunos dos EUA, mas tem como objetivo expandir o seu alcance a outros candidatos no futuro.
Uma vez aceites no programa, os alunos terão instalações no campus e iniciam um programa rigoroso de formação. Depois de concluírem esta componente, começam o treino de voo no Cirrus SR22 para conhecerem as competências básicas de um piloto comercial. Os alunos seguem depois para o Embraer Phenom 100E, de forma a obterem a autorização de voo, num avião de dois motores a jato, e a sua licença de piloto num avião de vários motores com aparelho de avaliação e uma Licença de Piloto da Linha Aérea (LPLA).
Nos tradicionais programas de formação de alunos, estes transitam de aviões de pistões com um único motor para aviões de pistões com dois motores, antes de passarem para os aviões a jato. Na Academia de Formação de Pilotos da Emirates, os alunos transitam de um Cirrus SR22, com um único motor, diretamente para o Embraer Phenom 100E, a jato. Desta forma, é excluído um passo extra no caminho que leva os alunos a tornarem-se pilotos comerciais e que lhes dá uma distinção no currículo durante a formação com aviões de um só motor, assim como maior experiência em aviões a jato antes de serem treinados como pilotos oficiais da Emirates. No total, o programa que inclui a formação em terra, as horas de voo e as simulações em computador tem a duração de três anos e meio.

Instalações da Academia de Formação de Pilotos da Emirates
Cada um dos novos aviões terá como base a Academia de Formação de Pilotos da Emirates, atualmente em construção no Al Maktoum International-Dubai World Central (DWC). Uma vez terminada, esta academia poderá receber até 500 alunos de cada vez.
As instalações vão incluir salas de aula, formação de voo desde o princípio, simuladores em terra, uma pista, um centro de manutenção, alojamento para homens e mulheres, um ginásio, um campo de futebol, um court de ténis e uma mesquita. A primeira fase da construção – que inclui as instalações de treino em terra e pistas facilitadas, deverá estar terminada em 2016. As restantes instalações deverão estar prontas pouco depois.

 

Mais em Ásia e Oceânia, Aviação Comercial (640º de 640 artigos)

Para satisfazer a procura crescente do mercado pela formação de pilotos para os próximos 20 anos – estima-se que serão necessários cerca de 94 mil novos pilotos – a Airbus decidiu abrir uma ...