pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Aviação Comercial, América do Sul

Avianca aposta no crescimento durante o 2º semestre de 2014

Tarcísio Gargiani, vice-presidente comercial e de Marketing da Avianca, ao participar de reunião da Abracorp, na semana passada, em São Paulo, declarou que, após o primeiro trimestre de 2014 ter sido positivo, a companhia aérea espera manter o ritmo e crescer ainda mais até o final do ano. Nas estatísticas da Abracorp, entre os meses de janeiro e março, a Avianca registou aumento na emissão de bilhetes aéreos (44,5%) e em volume de vendas (47,3%), se comparado a igual período do ano passado.
Gargioni mostrou-se preocupado com a infraestrutura aeroportuária do País. “O Brasil é, atualmente, o terceiro maior mercado de aviação civil do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos e para a China”, comentou. Segundo ele, é imprescindível que os aeroportos apresentem uma estrutura compatível com o incremento da demanda. “Até mesmo porque, daqui a dez anos, o mercado será duas vezes maior do que é hoje”, complementou.
Com base neste cenário, Gargioni ressaltou também a expressiva participação das viagens corporativas para o fortalecimento do setor como um todo. “O corporativo ainda é a sustentação da aviação comercial brasileira. Dois terços da procura são voltados para viagens de negócios”, pontuou.
A reunião da Abracorp, liderada pelo presidente, Edmar Bull, também contou com a participação de Juliana Sawaki, executiva Mice do Dubai Convention Bureau; e de Claudio Enrico Caratsch, responsável pela Sala VIP e Cerimonial do GRU Airport, Rodrigo Cardoso de Jesus, gerente de Gestão e Planejamento Estratégico, e João Pita, responsável pelos Slots e Capacidade do aeroporto. O evento ocorreu no Transamérica São Paulo.

adaptação do texto publicado
(2 Junho 2014)

Artigos relacionados

Mais em América do Sul, Aviação Comercial (97º de 448 artigos)

«A maior companhia aérea da América Latina, a Latam Airlines, registou perdas na ordem dos 92 milhões de dólares no segundo trimestre do ano, depois de um desempenho operacional fraco devido à ...