pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Aviação Comercial, América do Sul

Avianca Brasil substitui TAM na Star Alliance

«A Avianca Brasil é um dos novos parceiros da Star Alliance. A companhia aérea, controlada por Germán Efromovich, irá substituir a TAM na maior aliança das companhias aéreas, onde está a portuguesa TAP.
O CEO da Star Alliance já havia divulgado que a aliança das companhias aéreas iria tomar uma decisão em relação ao Mercado brasileiro, assim que a TAM oficializasse a sua saída. A companhia aérea brasileira optou por ingressar na Oneworld, aliança onde já estava a sua companheira de fusão, a LAN Chile.
Na reunião de presidentes executivos da Star Alliance, que decorre esta sexta-feira em Viena, foi anunciado que a Avianca Brasil e a Air India serão os próximos membros desta rede que inclui as maiores companhias aéreas do mundo, como noticiou o “Público”.
“Estamos muito orgulhosos. Torna a nossa família mais forte e mais bem-sucedida”, disse Germán Efromovich, em conferência de imprensa, citado pela mesma fonte.
Recorde-se que a Avianca, resultante da união entre a colombiana Avianca e a chilena Taca, já é membro da Star Alliance. Agora com a entrada da Avianca Brasil, a ligação do grupo de Efromovich na maior rede de transporte aéreo aumenta.
Segundo Rebecca Meadows, directora de marketing da Turkish Airlines, a saída da Tam do quadro de companhias da aliança, programada para Março do próximo ano, pouco afetará a Star Alliance (a Tam se juntará à Oneworld). “Somos muito forte internacionalmente e a ausência de uma empresa brasileira, embora seja um problema, não traz tantas preocupações”, completou, citada pela Panrotas. Com a saída da Tam, o comitê brasileiro que trata os interesses da Star Alliance no País será presidido por Ian Gillespie, da Avianca.
A Avianca Brasil deverá ingressar na Star Alliance, no primeiro trimestre do próximo ano.Germán Efromovich, através da Synergy Group, foi o único interessado na privatização da TAP.
Também o mercado indiano estava a ser monitorizado pela Star Alliance. Contudo, a fusão da Air India com a India Airlines sempre foi alvo da preocupação do comité de companhias aéreas. Agora, “vemos a Air India como um resultado de sucesso de fusão entre a India Airlines, tendo renovado a sua frota o que melhorou o seu serviço”, disseMark Schwab, Star Alliance CEO, citado pelo “Economic Times”.
A Air India havia aceite entrar na Star Alliance em 2007, mas a integração foi interrompida em 2011, fruto da incerteza em relaçao ao processo de fusão.
A decisão da TAM de integração na Oneworld foi feito em 7 de Março último, dois dias depois da reunião do conselho de administração da Latam Airlines, holding que resulta da fusão entre a chilena LAN e a TAM Linhas Aéreas. Nessa data, o conselho concordou em eleger a Oneworld como aliança global das companhias aéreas.
Os 28 membros da Star Alliance realizam 21.900 voos por dia, em 1.328 aeroportos em 195 países.»

Ana Torres Pereira, artigo publicado na página de internet “Negócios Online
(13 Dezembro 2013)

Artigos relacionados

Mais em América do Sul, Aviação Comercial (447º de 447 artigos)

«Empresário boliviano terá estado em Portugal, onde se encontrou com o presidente da TAP. A lista de interessados na TAP continua a aumentar. José Efromovich, empresário boliviano naturalizado ...