pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa, Aviação Comercial

Aviões Antonov 124 transportam três subestações da Efacec do Porto para Buenos Aires

A Edesur, companhia elétrica responsável pela comercialização e distribuição de energia a Buenos Aires, queria comprar três subestações móveis, mas precisava de as receber no prazo de seis meses, para poder dar resposta ao pico de consumo de eletricidade habitual na época de Natal. Apesar de os prazos de entrega típicos neste tipo de equipamentos rondarem os 12 meses, a Efacec aceitou o repto, ganhou o concurso público internacional, num valor superior a cinco milhões de euros, e está a cumprir o acordo.
Com três módulos, 50 metros de comprimento e um peso de 80 toneladas, a que é preciso somar mais 10 toneladas dos semirreboques, cada subestação enche quase completamente o Antonov 124, um dos maiores aviões de carga existentes.
A primeira subestação partiu há uma semana do aeroporto Sá Carneiro a bordo de avião Antonov 124. A segunda foi enviada esta terça-feira (09) e a terceira ruma a Buenos Aires no próximo dia 15.

Sub estaçao móvel da Efacec e Antonov 124

Um voo com escala em Dakar e Recife
De forma a garantir o cumprimento do prazo, e a pedido do cliente, as subestações estão a ser transportadas por via aérea, em aviões Antonov 124, o que garante a sua chegada ao destino em 24 horas, um tempo recorde quando comparado com o mês e meio necessário a uma viagem de barco.
Os preços das duas opções também são diferentes. Enquanto o custo do transporte de barco ronda os 10% do valor da encomenda, a viagem de avião, com escalas em Dakar e Recife, tem um custo equivalente a 50% do valor da encomenda, mas é assumido pelo cliente.
Para João Bento, presidente da empresa portuguesa, mais do que um “desafio ganho”, “a provar a competência” da Efacec como fabricante de subestações móveis, este negócio com a Argentina representa uma dupla vitória da tecnologia lusa, uma vez que acabou por traduzir-se numa segunda encomenda, de mais três subestações, ganha diretamente à concorrência chinesa.

Sobre a:
Efacec Energia, Divisão de Transformadores de Potência Core e Subestações Móveis
As subestações móveis são equipamentos muito exigentes ao nível da engenharia, obrigando à conjunção de diversos outros equipamentos eléctricos pesados sobre veículos móveis, com dimensões compatíveis para circulação em via pública. Neste tipo de equipamento a equipa de Engenharia da Efacec tira partido não apenas da grande experiência na fabricação de transformadores especiais para estas aplicações, como também das soluções que a Efacec possui, nomeadamente celas de média tensão, controlo e protecção, carregadores de baterias e transformadores de distribuição. Externamente a empresa recorre a parceiros locais para o fornecimento dos veículos especiais, quadros e instalações. Estes equipamentos congregam o que de melhor o grupo Efacec e Portugal têm para oferecer ao mercado mundial.
Para este projecto, cada subestação móvel é composta por três veículos: o de Alta Tensão com 8,5 m comprimento e 13,5 tons de peso, o de Média Tensão com 9 m comprimento e 15,5 tons de peso e finalmente o do transformador com 14,5 m de comprimento e um peso de 57 tons! Estas subestações são capazes de receber energia com tensão de 132 kV e distribuir uma potência de 35 MVA.
Actualmente a Divisão Core da Efacec Energia é um dos maiores fabricantes mundiais de subestações móveis, conseguindo apresentar as soluções mais complexas para os clientes mais exigentes. Além da sua competência técnica e excelência industrial tem também reputação de ter a capacidade de responder às expectativas dos seus clientes.

Sub estação móvel da Efacec

 

Carregamento

PISTA73media
Mais em Aviação Comercial, Europa, Ground Handling (149º de 682 artigos)

«A DHL e a Elbe Flugzeugwerke (EFW) assinaram um contrato para a conversão do Airbus A330-300 de passageiros em cargueiro. Segundo o acordo, a EFW irá converter 4 aeronaves Airbus A330-300 de ...