pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Aviação Comercial, América do Sul

Embraer atinge backlog recorde e entrega 19 jatos comerciais e 15 executivos no 3º trimestre de 2014

A Embraer entregou 19 aviões comerciais e 15 jatos executivos no terceiro trimestre de 2014 e terminou setembro com carteira de pedidos (backlog) recorde de US$ 22,1 biliões,
Os 34 aviões entregues de julho a setembro representam recuo ante as 44 despachadas no mesmo trimestre do ano passado.
No acumulado do ano até setembro, o total de entregas chegou a 126 unidades aeronaves (62 comerciais e 64 executivos), contra 124 em igual intervalo de 2013.
“Apesar das entregas mais fracas que o esperado para o terceiro trimestre, a Embraer continua no caminho para cumprir a previsão de entregas do ano”, disse o analista Walter Spracklin, da RBC, em relatório a clientes. “Acreditamos que o lançamento do novo Legacy 500 resultará em um impulso de produção e entregas de jatos executivos no quarto trimestre”, acrescentou.
A Embraer tem meta de entregar de 92 a 97 aviões comerciais e de 105 a 120 jatos executivos em 2014. Assim, para cumprir a estimativa a fabricante precisa despachar ao menos 30 aeronaves comerciais e no mínimo 41 jatos executivos no quarto trimestre.
O backlog subiu 22,1% em setembro na comparação com os US$ 18,1 bilhões do fim de junho.
A alta da carteira de pedidos, um importante indicador da receita futura da Embraer, foi impulsionada principalmente pela assinatura do contrato do cargueiro KC-390 com o governo brasileiro e pelo pedido firme de 50 jatos E175 da Republic Airways. A Embraer ainda recebeu no trimestre o pedido firme da Japan Airlines (JAL) por 15 E-Jets dos modelos E170 e E190.
Segundo a companhia, a carteira de pedidos firmes a entregar na aviação comercial somava 476 aeronaves em 30 de setembro.

Embraer 2014 entregas de aeronaves (PDF)

Artigos relacionados

Mais em América do Sul, Aviação Comercial (57º de 622 artigos)

Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) entregou 181 aviões a jacto em 2018, 90 dos quais para o segmento da aviação comercial e os restantes 91 para o segmento de aviação executiva, ...