pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa, Aviação Comercial

França – A Joon, a nova companhia aérea do grupo Air France, com os bilhetes à venda a partir de hoje

Airbus A320, A340 e A350-900

A Joon começa a voar em dezembro na Europa, escolhendo Portugal como o seu principal destino e em junho chega ao Brasil e às Seychelles. É já no primeiro dia de dezembro que os aviões da Joon começam a aterrar em Lisboa e no Porto.

que foi apresentada esta segunda-feira em Paris, terá bilhetes a partir de 39 euros. E escolheu Portugal como o seu principal destino.

Criada de raiz para seduzir os millennials, terá nos primeiros tempos um número limitado de rotas. Além de Lisboa e Porto, a “irmã mais nova da Air France” irá voar para Barcelona e Paris. Sempre a partir do aeroporto Charles de Gaule em Paris. Só a partir de março do próximo ano é que a Joon vai aventurar-se em voos mais altos. Os primeiros destinos de longo curso serão Fortaleza, no Brasil, duas vezes por semana, e Mahé, nas ilhas Seychelles, com três voos semanais. Também aqui a Joon quer piscar o olho a um público “jovem, flexível e descontraído”, com uma política de preços “muito atrativa”. À semelhança do que fazem companhias como a Norwegian, a empresa francesa propõe atravessar o oceano por menos de 300 euros. Chegar ao Brasil vai custar no mínimo 249 euros, enquanto as Seychelles estarão à distância de uma tarifa mínima de 299 euros. “Queremos criar o código da nova geração no que diz respeito às viagens aéreas. Temos a mentalidade de uma startup”, sublinhou o diretor-geral da companhia, Jean-Michel Mathieu, durante a conferência de imprensa de apresentação da companhia. Segundo o responsável, a nova marca da Air France quer distinguir-se no mercado como uma combinação entre o low cost e o clássico, com o objetivo de ser “acessível para todos”. O “laboratório de inovação” francês incluirá comida e bebida orgânica para todos os passageiros, um portal que terá disponível séries e programas de televisão e a possibilidade de pagar menos se viajar com pouca bagagem. Todos os lugares terão uma entrada USB para carregar os dispositivos móveis. O azul eléctrico que é a imagem de marca da companhia estende-se aos uniformes do pessoal de cabine, “embaixadores do espírito Joon” que pela primeira vez irão usar ténis. A Joon planeia ter 28 aviões até 2020. Já em 2019 a frota será composta pelo modelo A350 da Airbus e terá wifi a bordo. Nas viagens de longo curso, a experiência vai incluir óculos de realidade virtual. Os voos serão operados pelos pilotos da Air France mas haverá 140 contratações para pessoal de cabine. Os bilhetes estão à venda a partir de hoje.

Ana Sanlez, adaptação do texto publicado na página de internet “Dinheiro Vivo
(25 Setembro 2017)

Artigos relacionados

Mais em Aviação Comercial, Europa, Ground Handling (17º de 681 artigos)

«Os destinos mais longínquos para onde a easyJet voava eram Marrocos e Egito. Com o novo programa Worldwide by easyJet, passam a estar disponíveis viagens para 19 cidades longínquas, com voos de longo ...