pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Aviação Comercial, América do Sul

Japão – a J-AIR, subsidiária da Japan Airlines, estreia Embraer E190

«A Embraer anunciou a estreia do jato E190 no Japão com a J-AIR, subsidiária da companhia aérea Japan Airlines. O voo inaugural ocorreu entre as cidades de Osaka (Itami Airport) e Kagoshima. O ingresso do primeiro E190 na frota da J-AIR eleva para 28 o atual número de E-Jets a operar no Japão.
“Os E-Jets comprovaram a habilidade de auxiliar as companhias aéreas a aumentar as receitas e, de maneira sustentável, atuar em novos mercados, como no caso da Japan Airlines”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “O E190, configurado com 95 assentos, complementa as operações dos jatos E170 da J-AIR. A capacidade extra ofertada também reflete o crescimento constante do mercado doméstico japonês. Nossos E-Jets continuarão adicionando um grande valor às operações da J-AIR, e somos gratos à Japan Airlines pela confiança e parceria, pela qual temos grande apreço.”
“Estamos honrados por receber o primeiro E190 no Japão”, disse Tetsuya Onuki, Presidente da J-AIR Corporation. “A combinação dos atuais E170 e os novos E190s em nossa frota nos dará maior flexibilidade para adequar nossos produtos e serviços às necessidades dos nossos clientes. Estamos confiantes que o E190, com novo interior de cabine e o serviço diferenciado da Classe J, vai proporcionar uma revigorante e confortável experiência de voo aos nossos clientes.”
O E190 configurado pela JAL em duas classes de serviço e com assentos de couro genuíno é o terceiro modelo da família de E-Jets operando no Japão e soma-se aos jatos E170 e E175, que já voam naquele país. A J-AIR utiliza atualmente um total de 17 jatos E170, enquanto a Fuji Dream Airlines voa com três E170 e sete E175. O E190 é utilizado por 50 clientes em todo o mundo.
A Embraer é a única fabricante a desenvolver uma moderna família de quatro aviões especificamente para o segmento de 70 a 130 assentos. Desde o lançamento do programa, a Embraer registou cerca de 1.700 encomendas e mais de 1.200 entregas. Os E-Jets redefiniram o conceito tradicional de aeronaves regionais, operando em toda uma gama de aplicações de negócios, com cerca de 70 clientes de 50 países. Coletivamente, os E-Jets já acumularam mais de 15 milhões de horas de voo.»

artigo publicado na página de internet “Embraer”
(10 Maio 2016)

Artigos relacionados

Mais em América do Sul, Aviação Comercial (316º de 448 artigos)
Embraer

«A Embraer anunciou que realizou nesta sexta-feira(17), na sua unidade em Évora, Portugal, a produção da primeira peça da sua nova geração de aeronaves comerciais, os E-Jets E2. A peça é destinada ...