pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Europa, Aviação Comercial

Portugal – O 1º encontro internacional de aviação comercial dos Países Lusófonos

«Começa esta quinta-feira(12) e termina no sábado(14) o 1º Encontro Internacional de Aviação dos Países Lusófonos com que se quer sentar à mesma mesa autoridades do setor, embaixadores, políticos, profissionais dos aeroportos, construtores de aeronaves, universidades e academias de aviação dentro do mundo que fala português.
Está confirmado o contributo de Fernando Pinto, CEO da TAP, e de Miguel Frasquilho, o seu novo presidente, que foi recentemente indicado pelo Estado, hoje detentor de 50% do capital da companhia aérea nacional. Ainda no grupo das companhias aéreas, o evento, que se realiza de 12 a 14 de outubro no Centro de Congressos de Lisboa, espera contar com Joaquim Teixeira da Cunha, novo CEO da companhia aérea angolana TAAG, que desde julho substitui Peter Hill, altura em que a companhia árabe Emirates se retirou da gestão das Linhas Aéreas de Angola; António Pinto, CEO da companhia aérea moçambicana LAM; e Paulo Menezes, presidente do grupo açoriano SATA que está em processo de reestruturação e de compra de novos aviões para a sua frota. Da parte da manutenção aeronáutica, o encontro tem no programa o nome de Marco Pellegrini, que é desde abril o novo CEO da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, sucedendo a Rodrigo Rosa, entretanto nomeado para vice-presidente financeiro da Embraer Europa. A Embraer também marcará presença através de William Ast, gestor da aviação comercial deste líder mundial na produção de jatos comerciais que nasceu no Brasil. Confirmado está também Luís Ribeiro, presidente da ANAC (Autoridade Nacional da Aviação Civil), a entidade reguladora, de fiscalização e supervisão do setor da aviação civil em Portugal; Hugo Espírito Santo, partner da consultora McKinsey & Company; e Nicole Boussioti da IATA Europe, a associação internacional de transporte aéreo, cujas 275 companhias aéreas que agrega são responsáveis por 83% do tráfego aéreo mundial. A representar a NAV Portugal, responsável pelo controlo de tráfego aéreo em Portugal e ilhas, deverá estar um membro do Concelho da Administração uma vez que ainda não se conhece substituto para o ex-presidente Albano Coutinho que se demitiu no final de setembro. O evento é o primeiro do género e quer juntar vários players do setor dentro da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), um mercado de nove países localizados em quatro continentes que representa 12% do tráfego aéreo mundial. A ideia do organizador, Frederico Fernandes, CEO da LusoAvia, empresa de media que detém o portal de informação sobre aviação, o NewsAvia (www.newsavia.com), é criar um espaço de oportunidades e de cooperação dentro da CPLP. No final do evento espera ter um draft de compromisso escrito entre as partes, um projeto que será lançado e dinamizado pelo moçambicano Salimo Abdula, presidente da CE-CPLP, o ramo empresarial da CPLP. Bolsa de formação e emprego A partir das 16h30, nos três dias de evento, a organização abre as portas a um espaço dedicado à formação e ao emprego com “verdadeiras oportunidades”, garante Frederico Fernandes, destacando a presença no último dia de Fábio Campos, diretor executivo da Embry Riddle, uma conceituada universidade em aeronáutica com sede na Flórida, do piloto José Correia Guedes, de Rui Castro e Quadros, coordenador do programa em gestão da aviação do ISEC (Instituto Superior de Educação e Ciências) e de José Raposo, coordenador do centro de treino SATA. Estes são alguns dos convidados do terceiro e último dia dedicado à formação em aviação e que é dirigido a profissionais do setor.Principais especialistas da aviação comercial da CPLP estarão reunidos de 12 a 14 de outubro para falar de mobilidade na Lusofonia

Oradores
https://www.lusoavia.com/oradores/
»

Maria João Alexandre, artigo publicado na página de internet “Dinheiro Vivo
(11 Outubro 2017)

 

Artigos relacionados

Mais em Aviação Comercial, Europa (21º de 583 artigos)

Criação de uma linha aérea regular de voos cargueiros e de passageiros entre as capitais dos países da CPLP e a possibilidade da criação de uma futura Companhia Aérea Lusófona ...