pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Aviação Comercial, África

TAP – África na ordem do dia

«A reflexão estratégica sobre África, que reuniu em 3 de dezembro 150 quadros da TAP, constituiu uma prova inequívoca da importância dada a este continente que, com a Europa e a América do Sul, constitui o tripé em que assentam todas as esperanças da companhia quanto ao seu futuro. Perante um grupo de convidados especializados, moderados por Nicolau Santos, ele próprio angolano de nascimento, foi anunciada uma alteração na organização da área comercial que favorece um acompanhamento mais intensivo da nossa organização, tornando mais rápida a tomada de decisões que contribuam para desenvolver a posição da TAP. Mas África foi notícia este mês por outras razões, motivo pelo qual decidimos escolher para capa do jornal uma fotografia que ilustra bem a beleza e o mistério de um continente que os portugueses conhecem melhor do que ninguém. Ao mesmo tempo homenageamos o autor da foto (publicada no livro “De África 2010”), falecido já nesta década, o fotógrafo Zica Capristano, em quem a TAP tinha um grande amigo. Os acontecimentos em Bissau provocaram a suspensão dos voos da TAP para aquela cidade, para onde iniciámos a operação regular em 1964. Nas últimas décadas, em que este país tem conhecido grande instabilidade política e militar, a TAP apenas suspendeu as suas operações quando o aeroporto encerrava ao tráfego aéreo. Esta atitude nunca se alterou, contribuindo para continuar a ligar aquele país à Europa, contribuindo assim para o seu desenvolvimento. A atual suspensão só aconteceu porque foram postas em causa regras básicas da aviação comercial, comprometendo a normalidade e mesmo a continuidade da operação. Esperemos que rapidamente se criem condições que permitam reavaliar a recente decisão. Mas África foi neste mês de dezembro o centro do mundo a propósito da morte de Nelson Mandela, talvez o primeiro herói global da história de um mundo cada vez mais globalizado.
As qualidades políticas e humanas de Mandela exaltadas por todos na hora da sua morte, em todos os quadrantes e latitudes, constituem um desafio para o Mundo. Será este capaz de honrar o legado que lhe é deixado?»

António Monteiro, artigo publicado no “Jornal Tap
(Dezembro 2013)

 

Artigos relacionados

Mais em África, Aviação Comercial, Ground Handling (56º de 604 artigos)

A TAP Portugal vai passar a voar regularmente de Lisboa para Lomé -Togo, a partir do dia 17 de Julho, com quatro frequências semanais, fazendo escala no aeroporto de Accra – Gana, ...