pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Aviação Comercial, África

Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV) concluiu o processo de venda e “leaseback” dos dois ATR 72

«A Transportadora Aérea de Cabo Verde (TACV) concluiu o processo de venda e “leaseback” dos dois ATR 72 para pagar dívidas vencidas. A empresa alega que esta operação injecta novo ânimo à companhia que reduz, de imediato, os custos financeiros e de posse dos aparelhos. A empresa fica agora com apenas dois boeings (757 e 737) e um ATR 42.TACV vende os ATR para pagar dívidas vencidas.
A venda dos dois aviões ATR faz parte da reestruturação organizacional e financeira da TACV que começou a ser preparada em meados de 2012 e foi colocada em prática em 2013. “A primeira acção de fundo foi a devolução de um dos boeing, que gerou poupanças imediatas no valor de 400 mil dólares, equivalente a 34 mil contos”, refere em comunicado.

Em Agosto, os serviços de assistência em escala (handling) separaram-se dos restantes, dando origem a uma nova empresa, a Cabo Verde Handling, que vai ser privatizada. Agora, a empresa anuncia a venda dos ATR 72. “A TACV realiza um encaixe financeiro destinado à liquidação das dívidas referentes às prestações há muito vencidas do empréstimo contraído aquando da compra dos mesmos aparelhos”, lê-se no documento.

Segundo a TACV, todas estas acções vão ter um impacto significativo na vida da companhia aérea, que busca a sustentabilidade a par de uma melhor adequação ao mercado e à conjuntura económica. Os resultados de 2013 já mostram uma empresa em recuperação financeira, ao reduzir em mais de 50% os resultados negativos.
No primeiro semestre deste ano, os dados provisórios permitem perspectivar que, até final do ano, os resultados do exercício serão positivos, derivando de um aumento das receitas operacionais, mas também de entradas extraordinárias e redução de despesas. A empresa acredita que estas são as bases para assentar a expansão da TACV, que terá início já a partir do início de 2015.
Mas os críticos dizem que é muito dinheiro que a empresa está a jogar no mar porque já tinha pago muitas prestações referentes a compra do avião. “Como não está a conseguir pagar as prestações, prefere desistir da compra e pagar um aluguer mensal, em torno dos 60 mil euros”. Ou seja, os aviões já não pertencem à TACV, mas ficam em Cabo Verde em Leasing operacional, o que quer dizer que irão continuar a voar no país e a ligar as ilhas.»

artigo publicado na página de internet “A Semana”
(5 Novembro 2014)

Artigos relacionados

Mais em África, Aviação Comercial, Ground Handling (46º de 864 artigos)

Governo anunciou a venda de 51% do capital da companhia aérea, TACV, à Loftleidir Cabo Verde que irá pagar 1,3 milhões de euros (143 mil contos) por 51% do capital da empresa e investirá 6 milhões de ...