pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Europa, Cabine

Aviação Comercial – O ar nos aviões

«A pandemia de coronavírus fez-nos lembrar que o acesso a ar puro é uma prioridade de saúde global. Embora a poluição industrial tenha dominado as notícias durante décadas, a COVID-19 trouxe este tema para os espaços confinados. A qualidade do ar em espaços fechados – para onde flui e com que quantidade – pode fazer a diferença entre manter-nos bem de saúde ou ficarmos infetados.

Entre os espaços que são repetidamente nomeados como potenciais zonas de risco (igrejas, casas de repouso e navios de cruzeiro), os aviões são um ponto focal de ansiedade. Portanto, é uma surpresa descobrir que o ar dentro de um avião é mais limpo do que se pensa. Graças aos filtros HEPA e à circulação eficiente nas aeronaves comerciais, o ar que respiramos durante um voo – apesar de não estar completamente livre de vírus – é muito mais limpo do que o ar nos restaurantes, bares, lojas ou na sala de estar do nosso melhor amigo. Eis as razões pelas quais não devemos temer o ar lá em cima.
Como se limpa o ar nos aviões
Grande parte dos aviões comerciais (mas não todos) estão equipados com filtros HEPA (High Efficiency Particulate Air). Isto significa que, nos aviões equipados com o sistema HEPA, o fluxo de ar “reflete o fluxo de ar laminar de uma sala de cirurgia – com pouco ou nenhum cruzamento de correntes de ar”, diz o Dr. Bjoern Becker, da companhia aérea Lufthansa. “O ar é bombeado do teto para a cabine com uma velocidade de cerca de um metro por segundo, e sugado novamente para baixo dos lugares à janela.”
Cerca de 40% do ar de uma cabine é filtrado por este sistema HEPA; os restantes 60% são ar fresco que é canalizado do exterior do avião. “O ar da cabine é completamente renovado, em média, a cada três minutos, enquanto a aeronave está em cruzeiro”, diz Bjoern. (A Lufthansa tem um vídeo que demonstra o funcionamento dos filtros HEPA.)
Oficialmente, os filtros HEPA certificados “bloqueiam e capturam 99.97% das partículas transportadas pelo ar que tenham um tamanho superior a 0.3 mícrons”, diz Tony Julian, especialista em purificação de ar do Grupo Ambiental RGF. A eficiência destes filtros, talvez de forma contraintuitiva, aumenta com as partículas ainda mais pequenas. Portanto, apesar de as gotículas exaladas que transportam o SARS-CoV-2 poderem ser minúsculas, os filtros HEPA removem efetivamente a grande maioria destas gotículas do ar.»

Entrada de Ar na Aeronave

Quão Limpo é o Ar nos Aviões?

Artigos relacionados

Mais em Cabine, Europa (16º de 667 artigos)

As companhias aéreas estão a avaliar a possibilidade de instalar o equipamento da Recaro como uma reforma temporária da cabine, de acordo com o CEO Mark Hiller. As empresas precisam de acessórios fáceis de ...