pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Europa, Cockpit

Piloto de Linha Aérea – A Global Flight School (GFS), escola de aviação portuguesa, com três novos cursos

A aviação comercial atravessa uma crise sem precedentes, mas as autoridades internacionais perspetivam uma recuperação gradual já a partir do próximo ano e estimam que o setor necessite de recrutar 500 mil pilotos nos próximos 10 anos. Para dar resposta a esta necessidade do mercado, e perante o atual contexto socioeconómico, esta foi a resposta que a Global Flight School (GFS)

encontrou para continuar a oferecer a melhor solução para a obtenção da licença de Piloto de Linha Aérea a todos os que pretendem abraçar esta profissão. Neste sentido, ao seu produto-estrela, o ATPL Plus, a escola adiciona agora as alternativas ATPL Blue, ATPL Red e a versão e-learning, o ATPL Modular, com ajustes no preço na ordem dos 12% e dos 24%. Estas novas opções formativas surgem com custos mais acessíveis e a possibilidade de financiamento até 100% para tentar contornar as dificuldades impostas pela Covid-19.
“Ao longo do último ano estivemos atentos ao mercado, auscultámos os nossos alunos e potenciais candidatos, e percebemos as dificuldades crescentes em fazer face ao investimento na formação. É certo que ser piloto de linha aérea continua a ser uma das profissões com maior prestígio, empregabilidade e remuneração, mas tínhamos obrigatoriamente de nos adaptar sem, no entanto, comprometer os elevados padrões de qualidade e rigor pelos quais somos reconhecidos. Pretendemos continuar a formar um mínimo de 75 pilotos por ano e manter o estatuto de referência no panorama nacional a este nível”, afirma Nélio Fidalgo, Presidente do Conselho de Administração da GFS.
ATPL Modular (E-Learning) (custo total 54.000€)
ATPL Blue (custo total 65.000€)
ATPL Red (custo total 75.000€)
ATPL Plus (custo total 85.000€)

Os novos cursos oferecem uma composição e carga horária acima dos mínimos exigidos pela entidade que superintende a formação de pilotos (EASA – European Union Aviation Safety Agency) e, ainda assim, comparativamente às restantes escolas de aviação portuguesas, propõem um menor tempo de formação (20 meses).

Artigos relacionados

Mais em Cockpit, Europa (46º de 731 artigos)

A partir de 5 de novembro, na KLM Cityhopper, a formação de pilotos dos modelos Embraer 175 e 190 será em Realidade Virtual (RV). ...