pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Ásia e Oceânia

A Emirates pondera corte de 30.000 postos de trabalho

«A Emirates Airlines está a estudar o corte de até 30.000 postos de trabalho para reduzir custos, devido ao impacto do novo coronavírus.

Caso avance, esta decisão representa uma redução de 30% da força de trabalho, que totalizava os 105.000 trabalhadores no final de março, avança a Bloomberg. A mesma fonte refere ainda que a companhia aérea poderá vir a acelerar a retirada da frota de aviões A380. De acordo com a correspondente da Bloomberg no Dubai, a companhia ainda não confirmou oficialmente esta informação, mas está a fazer uma “revisão de custos e recursos de acordo com as projeções de negócio.”
A indústria da aviação é uma das mais afetadas pela pandemia e várias companhias têm vindo a anunciar cortes significativos de postos de trabalho.
A semana passada, a companhia aérea Ryanair despediu mais de 250 trabalhadores de apoio nos aeroportos de Madrid, Londres-Stansted, Dublin e Wroclaw, na Polónia. Em Portugal, a operação está a ser “reavaliada”, e a companhia já admitiu poder avançar com despedimentos e redução da frota.
No final de abril, a companhia aérea britânica British Airways anunciou a possibilidade de suprimir até 12 mil postos de trabalho devido aos efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus.»

Artigos relacionados

Mais em Ásia e Oceânia, Ground Handling (4º de 731 artigos)

«Companhia aérea de Hong Kong Cathay Pacific corta cerca de 8.500 postos de trabalho Destes 8.500 funcionários da Cathay Pacific, cerca de 5.300 serão despedidos nas próximas semanas. ...