pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

A Transitex, operador logístico, aposta no transporte de carga aérea

«O ano de 2019 traz para a Transitex o desafio e a ambição da aposta no transporte de carga aérea – «este serviço, já realizado anteriormente pela empresa, começou em 2018 a receber melhorias e a preparar-se para se tornar uma peça chave no portefólio de serviços Transitex»,

revelou a empresa através de um comunicado.
«A aposta na carga aérea surge como um complemento à vasta oferta de serviços prestados pela Transitex aos seus clientes, facilitando a movimentação dos seus produtos com rapidez e eficiência», salientou Luís Vieira, líder do Departamento de Carga Aérea da Transitex, que, ressalvou a empresa, possui equipas próprias e exclusivamente focadas neste serviço em: Portugal, Espanha, Itália, Brasil, Peru e África do Sul.
«Apostamos numa oferta door to door de uma forma integrada com a nossa rede de armazéns e escritórios Transitex na Europa, África, América Latina e Ásia – um added–value que os nossos clientes muito valorizam – permitindo-lhes terem apenas e só um interlocutor em toda a sua cadeia de abastecimento, desde a importação de matérias-primas até à entrega dos seus produtos ao cliente/importador em qualquer parte do Globo», acrescentou Luís Vieira, citado pelo comunicado emitido pela empresa.
«Apesar do maior volume da Transitex a nível global ser a carga refrigerada contentorizada, em Portugal o nosso maior volume aéreo são a carga projecto e maquinaria com destino à África Austral. Esta situação explica-se pela forte presença de empresas de construção civil portuguesas no continente que se encontra numa fase de construção e desenvolvimento de infra-estruturas», explicou a empresa.
Esta aposta na carga aérea «não seria possível sem um investimento nas qualificações da nossa equipa», daí que a Transitex ressalve o facto de possuir «equipas reconhecidas com IATA DG (Dangerous Goods) Cat 6 Certificate em Portugal, Espanha, Itália, Brasil e Peru. A nossa estratégia a médio prazo passa por obter esta certificação num número maior de localizações», rematou a companhia.»

artigo publicado na “Revista Cargo
(4 Junho 2019)

Artigos relacionados

Mais em Europa, Ground Handling (94º de 817 artigos)

«A Aena adjudicou a extensão da plataforma de estacionamento de aeronaves do Aeroporto de Saragoça à empresa Infraestructuras Conelsan, por um montante de 4,8 milhões de euros e um período de ...