pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

Aeroporto de Badajoz (BJZ) – a baixa visibilidade (LVO) obriga a melhorias

Nos meses de dezembro e janeiro as operações no aeroporto de Badajoz, em Espanha, são comprometidas frequentemente devido à baixa visibilidade (LVO) provocada pelos bancos de nevoeiro que impedem os aviões de aterrar e descolar. Em cima da mesa, o Ministério dos Transportes e da Mobilidade Sustentável espanhol está a considerar a melhoria do desempenho do sistema ILS (Instrument Landing System) Sistema de aterragem por Instrumentos, alterar os horários ou estudar a possibilidade dos aviões permanecerem durante a noite (night stop) no aeroporto.
O aeroporto de Badajoz dispõe de um sistema de auxílio à navegação ILS categoria I, que permite às aeronaves aterrarem com segurança em condições de baixa visibilidade. O sistema facilita a operação com visibilidade vertical mínima de 61 metros e alcance visual de 800 metros. Para operar com um ILS, tanto a aeronave quer as tripulações devem estar autorizadas a fazê-lo, cabendo a decisão final ao comandante da aeronave.
O tráfego no aeroporto de Badajoz já recuperou após a pandemia de Covid-19, registando um total de 80.181 passageiros em 2023, mais 6,3% do que em 2019 e mais 21,8% do que em 2022.
Em Badajoz aterraram e descolaram, no ano passado, 3.119 aeronaves, um aumento de 14,9% face a 2022.
Fonte: Norte Alentejo

Artigos relacionados

Mais em Europa, Ground Handling (16º de 1435 artigos)

A ANA – Aeroportos de Portugal assinou com a Acciona, o contrato de empreitada da obra de reforço estrutural da pista do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no valor de 50 milhões de euros. Esta ...