pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

Assistência em escala – máximos históricos nos valores mensais de passageiros nos aeroportos portugueses

O transporte aéreo em Portugal continua a tendência de máximos históricos nos valores mensais de passageiros que se tem registado ao longo deste ano. Em setembro de 2023 movimentaram 6,7 milhões de passageiros no conjunto dos aeroportos nacionais, o que corresponde a aumentos de 13,5% face ao mesmo mês de 2022 e de 12,3% em relação a 2019, antes da pandemia de Covid-19, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Estes números contribuíram para o recorde de 52,16 milhões de passageiros que passaram pelos aeroportos nacionais nos primeiros nove meses do ano, uma subida de 21,8% face ao mesmo período de 2022 e de 11,7% em comparação com o período pré-pandemia.
Entre janeiro e setembro, o Reino Unido foi o principal país de origem e de destino dos voos, registando crescimentos de 18,5% no número de passageiros desembarcados e de 18,8% no número de passageiros embarcados comparando com os primeiros nove meses do ano passado. A segunda posição em volume de passageiros desembarcados e embarcados é ocupada pela França, seguindo-se a Espanha, que teve os aumentos mais expressivos nos passageiros desembarcados (+37,9%) e nos embarcados (+37,0%).
O nono mês de 2023 registou um desembarque médio diário de 110,9 mil passageiros, valor que é 14,1% superior ao observado em setembro de 2022 (97,2 mil), bem como em comparação com setembro de 2019 (98,3 mil), em que o aumento foi na ordem dos 12,9%.
De acordo com o gabinete estatístico, 81,7% dos passageiros desembarcados nos aeroportos nacionais em setembro corresponderam a tráfego internacional, ou seja, 2,7 milhões. A maioria (68,0% do total) é proveniente do continente europeu, o que reflete um aumento de 15,2% face a setembro de 2022. A segunda principal origem é o continente americano, com 9,2% do total de passageiros desembarcados (mais 13,9% em relação ao mesmo mês do ano passado).
No que toca ao destino dos passageiros, 81,9% corresponderam a tráfego internacional, num total de 2,8 milhões de passageiros. O principal destino foram países do continente europeu (69,5% do total), num crescimento de 13,8% face a setembro do ano passado. O segundo principal destino dos passageiros embarcados foi, igualmente, o continente americano (8,8% do total, mais 15,6%).
Até setembro, o aeroporto de Lisboa movimentou quase metade do total de passageiros (49,1%), cerca de 25,6 milhões. Este valor aponta para um aumento de 22,8% comparativamente aos primeiros nove meses de 2022 (mais 7,5% face ao mesmo período de 2019).
O aeroporto do Porto, por sua vez, concentrou 22,4% do total de passageiros, num total de 11,69 milhões, o que equivale a uma subida de 23,0% face aos primeiros nove meses do ano passado (mais 16,2% em relação ao período antes da pandemia).
Faro foi o terceiro aeroporto com maior movimento de passageiros nos primeiros nove meses de 2023, com 7,82 milhões (aumento homólogo de 18,7% e de 5,2% na comparação com os mesmos meses de 2019).
O INE nota ainda que, entre janeiro e setembro, houve um decréscimo de 2,6% do movimento de carga e correio nos aeroportos nacionais face ao mesmo período de 2022, totalizando 161.848 toneladas. Só no mês de setembro, movimentaram-se 17,6 mil toneladas de carga e correio, valor 4,3% abaixo de setembro do ano passado e 0,5% abaixo do mesmo mês de 2019.(Fonte-ECO)

Aeronaves chegadas 2023

Mais em Europa, Ground Handling (115º de 1417 artigos)

Desde o início de 2023, os valores mensais de passageiros nos aeroportos nacionais são sempre superiores aos níveis pré-pandemia. Em abril de 2023, registou-se o desembarque médio diário de cerca de 99 ...