pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, América do Sul

Brasil – Abesata recebe estudantes de graduação da Embry-Riddle Aeronautical University interessados em pesquisar os serviços de ground handling

«Ao todo 16 alunos vieram ao Brasil para visitar empresas, universidades e produzir uma publicação académica com o resultado das pesquisas.
Estudantes da Embry-Riddle Aeronautical University estiveram na sede da Abesata (Associação Brasileira de Empresas de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo) e entrevistaram o presidente da entidade Ricardo Aparecido Miguel. O objetivo de ambos era compreender melhor o funcionamento das empresas auxiliares/empresas de assistência em escala no país, as deficiências de formação de mão de obra, os níveis salariais e os desafios do setor.
“Ficamos muito contentes em contribuir para a pesquisa académica e mais ainda por saber que o ground handling no Brasil é tema de estudo dos universitários”, disse Ricardo Miguel.
Fábio Campos, da Embry-Riddle Aeronautical University, disse que a vinda dos estudantes faz parte de um programa mais amplo chamado Ignite, que inclui o Study Abroad Ignite. Nas férias escolares, os alunos vão para o exterior para pesquisas internacionais, orientados por professores. Na oportunidade, também conhecem a cultura do país visitado. Os 16 estudantes da Embry-Riddle Aeronautical University que estiveram no Brasil no mês passado, passaram por São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. Nas três capitais, visitaram empresas, universidades e pontos turísticos. O resultado da pesquisa será transformado em uma publicação Académica.
Fundada em 1925, a Embry-Riddle começou a treinar pilotos, mas hoje é líder em educação universitária para as indústrias aeronáutica e aeroespacial. Atualmente são mais de 80 programas de graduação e técnicos, com uma média de 29 mil estudantes por ano em todo o mundo, representando mais de cem diferentes nações.

Saiba mais sobre o setor de serviços auxiliares/empresas de assistência em escala:
Ao todo existem hoje 211 empresas de Esatas no Brasil, sendo que a maior parte está em São Paulo, 70 companhias, seguido de Minas Gerais, com 45, Rio de Janeiro, 36, e Rio Grande do Sul, com 31 empresas do setor. A maioria se concentra na prestação de serviços operacionais para as empresas aéreas regulares, 147 empresas, mas muitas estão envolvidas com outros serviços, tais como atendimento de aeronaves (60), limpeza de aeronaves (50), movimentação de carga (50), atendimento e controle de embarque de passageiros (38), entre outros.»

artigo publicado na página de internet “Absata”
(10 Abril 2016)

Portugal
Aprovado o referencial de formação para Técnico de Tráfego de Assistência em Escala (TTAE)

Referencial TTAE (Pdf)

Artigos relacionados

Mais em América do Sul, Ground Handling (102º de 406 artigos)

A Abesata (Associação Brasileira das Empresas Auxiliares do Transporte Aéreo) passou a membro efetivo da ASA (Airport Services Association), entidade que globalmente representa o segmento do ground ...