pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Ásia e Oceânia

Carga aérea – A Emirates SkyCargo assinala um ano de operações de transporte de carga nos aviões de passageiros

Dia 16 de março de 2020, terça-feira, quatro dias após a COVID-19 ter sido declarada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o voo EK 2503 – Boeing 777-300ER – da Emirates descolou do Dubai para o Kuwait, não transportava passageiros, mas 34 toneladas de carga necessária com urgência.
Foi a primeira vez na história das suas operações que a Emirates realizou um voo no qual transportava somente carga num avião de passageiros.O voo EK 2503 seria o primeiro de mais de 27.800 voos de carga a serem realizados pela Emirates SkyCargo para manter continuamente as comunidades de todo o mundo fornecidas com material médico e alimentos essenciais de que precisavam durante a pandemia.
Nabil Sultan, vice-presidente sénior da divisão de carga da Emirates refere: “Faz exatamente um ano desde que aquilo que era considerado impossível na indústria de carga aérea tornou-se não apenas uma realidade, mas um forte pilar operacional para a Emirates SkyCargo. Antes da pandemia, quase dois terços da nossa carga total era transportada no compartimento de carga dos nossos voos de passageiros. No início de março de 2020, com as suspensões de voos e restrições de viagem de passageiros impostas pela COVID-19, poderíamos prever uma situação em que não haveria mais capacidade de carga adequada disponível no mercado para o transporte de provisões essenciais. “De modo a reforçar a capacidade de carga oferecida pelos nossos 11 freighters (cargueiros) Boeing 777 e garantir que poderíamos responder à urgente procura de bens como EPI, ventiladores, e outros produtos farmacêuticos e alimentares em todo o mundo, fizemos proactivamente um plano radical e inovador de modo a aproveitarmos o nosso avião widebody (longo curso) de passageiros para realizar voos apenas de carga. Testámos este conceito de transporte de carga no avião de passageiros com um voo para o Kuwait a 16 de março do ano passado. Nas semanas seguintes, como as operações regulares de passageiros foram completamente suspensas, começamos a aumentar os nossos voos de transporte de carga, e chegámos a um ponto em que tínhamos cerca de 90 aviões de passageiros a serem usados para transporte de carga.
“A nossa equipa trabalhou incansavelmente para se reinventar e desenvolver um novo modelo de negócios desde o início – procurando aprovação de autoridades, desenhando uma nova rede de rotas, esboçando novas diretrizes operacionais e de segurança, e falando com os nossos passageiros de todo o mundo – para garantir que, como uma transportadora socialmente responsável, fomos capazes de manter cargas essenciais nos mercados e, ao mesmo tempo, apoiar as exportações de todo o mundo em condições económicas desafiadoras.
“A nossa estratégia de transporte de carga em aviões de passageiros tem sido, durante a pandemia, a base das nossas operações de transporte de carga para mais de 125 destinos em seis continentes. Foi algo que demonstrou a nossa resiliência como ‘facilitador’ global do comércio e das cadeias de abastecimento. Com a retoma das operações de passageiros, começamos gradualmente a mover-nos em direção ao nosso modelo tradicional, embora os nossos passenger freighters continuem a ser uma forte componente da nossa resposta à pandemia.”
Como resposta à procura global de transporte de EPI e abastecimentos essenciais, a Emirates SkyCargo deu continuidade à introdução de serviços de passenger freighters com mais inovações, incluindo o carregamento de carga nos assentos de passageiros e nos compartimentos superiores dentro da cabine, e introduzindo “mini freighters” como por exemplo o Boeing 777-300ER com os assentos da Classe Económica removidos para a abertura de espaço para o transporte de carga. A Emirates SkyCargo possui atualmente 16 Boeing 777-300ER como “mini freighters” para operações de carga. A Emirates SkyCargo realizou mais de 27.800 voos apenas de carga em aviões de passageiros, durante o ano passado. Esses voos ajudaram a transportar mais de 100.000 toneladas de materiais essenciais, incluindo EPI, kits de teste COVID-19,ventiladores, produtos farmacêuticos, vacinas e alimentos. Isto equivale à carga transportada em mais de 1.000 voos num Boeing B777 cargueiro.
Os voos da Emirates SkyCargo ajudaram a manter a segurança alimentar numa série de mercados dependentes de importações, ao mesmo tempo que proporcionou um fluxo para comunidades que dependem de exportações agrícolas. A transportadora aérea de carga também realizou um número recorde de voos utilizando aviões de passageiros exclusivamente para o transporte de carga.
A Emirates SkyCargo tem liderado a resposta da indústria global de carga aérea para a distribuição de vacinas COVID-19. A transportadora montou no Dubai um hub aéreo, certificado pela GDP, dedicado exclusivamente à vacinação contra a COVID-19. Fez também parcerias com entidades líderes no Dubai e com a UNICEF de modo a agilizar o transporte de vacinas COVID-19 para países em desenvolvimento, através do Dubai.

Os passenger freighters da Emirates SkyCargo também desempenharam um papel fundamental no transporte de vacinas COVID-19.
A Emirates SkyCargo foi uma das primeiras transportadoras de carga aérea a introduzir globalmente os ‘passenger freighter flights’ (voos apenas de carga em aviões de passageiros) para transportar Equipamento de Proteção Individual (EPI) e outros fornecimentos essenciais
A transportadora de carga aérea realizou mais de 27.800 voos, num ano, apenas de carga em aviões de passageiros
Cerca de 100.000 toneladas de abastecimentos essenciais, incluindo produtos farmacêuticos e alimentos transportados nestes voos – o equivalente a 1.000 voos completos no Boeing 777.

Mais em Ásia e Oceânia, Ground Handling (50º de 786 artigos)

A Emirates SkyCargo começou a utilizar o Airbus A380 em operações de carga selecionadas para transportar cargas necessárias com urgência na sua rede. O primeiro ‘mini cargueiro’ da Emirates A380 ...