pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

França – Aeroporto de Paris testa reconhecimento facial com tecnologia portuguesa

Vision-Box

«O aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, está a testar software de reconhecimento facial para agilizar a passagem dos passageiros pela imigração depois dos ataques terroristas no país terem atrasado para o dobro do tempo este processo devido a um reforço da segurança. Os testes estão a ser realizados pelo Groupe ADP, operador dos aeroportos, com um software da tecnológica portuguesa Vision-Box,

responsável pelas portas eletrónicas (eGates) no Aeroporto de Lisboa, e com a Morpho Detection, diz a Bloomberg.
A introdução desta tecnologia no aeroporto de Paris surge no seguimento dos atentados de Paris e Nice em 2015 e 2016 e o Governo francês exigiu registos de todos os passageiros a passar o controlo de fronteiras, o que duplicou o tempo de espera para mais de uma hora, diz o grupo gestor aeroportuário. “Tínhamos de fazer alguma coisa para resolver a situação”, afirmou o CEO, Augustin de Romanet, citado pela Bloomberg. Atualmente a única via-rápida nos aeroportos de Paris é Parafe, um sistema automático para cidadãos franceses fazerem o scan dos passaportes biométricos e impressões digitais. Só 3% das pessoas que passam pelo aeroporto Charles de Gaulle é que usam este sistema. O software da Vision-Box vai confirmar o reconhecimento facial de passageiros dos 28 países da União Europeia. Se o teste correr bem e o Estado francês passar a aplicar o software o número de pessoas a passar pelo rastreio biométrico pode aumentar em cerca de 20% para uma média de 180 mil pessoas por dia, diz Franck Goldnadel, responsável de operações do aeroporto. A ADP tem 37 máquinas em utilização com o Parafe e já encomendou mais 87 até 2021, das quais 45 chegarão este ano. Apesar de normalmente ser o governo a realizar este tipo de investimentos a ADP investiu seis milhões de euros nesta fase inicial para acelerar o processo. A companhia aérea KLM acabou também de iniciar um teste de três meses com tecnologia de reconhecimento facial no aeroporto de Amesterdão e o governo japonês investiu, no ano passado, na instalação de reconhecimento facial nos aeroportos do país. Nos Estados Unidos, a verificação biométrica da empresa Clear está já em 22 aeroportos. A Vision-Box tem-se especializado em soluções para aviação e aeroportos, que representam cerca de 80% da faturação da empresa portuguesa que conta com mais de 15 anos de existência – foi criada em 2001 por Bento Correia e Miguel Leitmann, dois antigos investigadores do INETI – Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação. Foi também a Vision-Box que teve um papel importante no lançamento do cartão do cidadão e passaporte eletrónico em Portugal. A empresa tem mais de 90% da sua faturação fora de Portugal.»

artigo publicado na página de internet “Dinheiro Vivo
(13 Fevereiro 2017)

Artigos relacionados

Mais em Europa, Ground Handling (19º de 560 artigos)

«O Aeroporto de Beijing conta, desde sábado (19), com um sistema que permite a cidadãos chineses detentores de passaporte electrónico proceder ao controlo fronteiriço de forma independente, numa ...