pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

França – Trabalhadores temporários do aeroporto Charles de Gaulle dificultam monitorização de segurança

«Os serviços de inteligência franceses têm se preocupado com a radicalização de funcionários do aeroporto Charles de Gaulle, nos arredores de Paris, desde antes de 2004, segundo um documento confidencial do Ministério do Interior francês obtido pela emissora americana CNN.
A radicalização dentro de aeroportos causou novas preocupações depois que um avião de passageiros russo caiu na região do Sinai, no Egito. Algumas agências de inteligência acreditam que o avião russo foi derrubado por uma bomba colocada a bordo por um funcionário do aeroporto Sharm el-Sheikh. O grupo jihadista Estado Islâmico reivindicou o ataque e até divulgou o modelo da suposta bomba que teria derrubado a aeronave.
Uma fonte francesa que combate o terrorismo disse à CNN que o país monitoriza a radicalização islâmica nos funcionários de aeroportos e do transporte público do país há “alguns anos”, e afirmou que “mais de uma centena de trabalhadores dos serviços de transporte público da companhia RATP foram para a Síria desde 2012”.
O documento, que é de 2004, também mostra que havia “locais de oração ilegais nos aeroportos usados por vários funcionários muçulmanos” que naquela época “pertenciam a mesquitas que pregavam o Islão radical”.
Muitos funcionários radicalizados mostravam-se “abertamente anti-americanos” e tinham uma ficha S, que é um arquivo de inteligência usado para marcar e monitorizar alguém que poderia ser uma ameaça à segurança nacional.
O documento também lista nomes de vários funcionários de aeroportos que podem ter se radicalizado após viagens para Arábia Saudita, Paquistão, Índia e Mali. Além disso, segundo a CNN, a ameaça poderia ser significante porque muitos eram trabalhadores temporários, o que dificulta o monitorização.»

artigo publicado na página de internet “Uol Notícias
(26 Novembro 2015)

Artigos relacionados

Mais em Europa, Ground Handling (182º de 1011 artigos)

«Os funcionários da Iberia vão levar a cabo a paralisação prometida para os dias 27 e 28 deste mês em Barcelona, pondo em causa a realização de mil voos naquele que é o segundo maior aeroporto de ...