pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

Portugal Aeroportos – Empresas de assistência em escala e a capacidade de resposta ao verão de 2018

«Portugal está na moda e, com o número de turistas a bater recordes históricos, as companhias aéreas que operam em Portugal têm já asseguradas mais de 20 novas rotas e o reforço de frequências em alguns destinos,

agora que o verão já está à porta. Não avançam números, mas todas, sem exceção, prevêem um aumento no número de passageiros.
A TAP, cuja rede integra 84 destinos em 34 países, espera crescer neste ano 7% no número total de passageiros transportados. É mais um milhão do que os 14,2 milhões registados em 2017. A transportadora portuguesa vai lançar agora novas rotas em Lisboa e no Porto, e reforçar algumas frequências na época de férias, nomeadamente nas operações de longo curso.
A Ryanair prevê transportar neste ano 11 milhões de passageiros de/e para Portugal, um crescimento de 6%. Neste verão, a companhia irlandesa terá em operação 121 rotas de/e para Portugal.
A concorrente britânica Easyjet avança que “aproximadamente 56% das reservas esperadas para o segundo trimestre foram garantidas, um pouco acima do ano anterior”, excluindo as operações da Air Berlim, que adquiriu após a falência no ano passado da transportadora alemã. E prevê “aumento de receita por assento, para o segundo trimestre”, refletindo “bom desempenho subjacente das receitas, o abrandamento do crescimento da capacidade do mercado, bem como o benefício parcial do cronograma da Páscoa”.
A Lufthansa está também otimista. O exercício de “2018 começou com muita força, a capacidade adicional está a ser reservada de modo idêntico e as reservas estão acima dos níveis esperados”. Neste verão, a companhia aérea alemã reforça a frequência Lisboa-Frankfurt e incrementa a capacidade em 19,2%. A subsidiária Swiss mantém inalterada a operação, mas aumenta a capacidade em 18,8% devido à utilização de aviões maiores.
A Transavia, low-cost do grupo Air France KLM, decidiu apostar no aumento da sua oferta para 2,9 milhões de lugares, mais 11% do que no ano anterior. “Portugal continua a ser uma história de sucesso” para a companhia, destacando-se por ser um mercado “bastante dinâmico e estratégico”, e um dos de “rápido crescimento em toda a rede europeia”, diz Hervé Kozar, diretor comercial da companhia aérea. A Transavia tem reforçado as frequências nas rotas mais procuradas e, ainda no mês passado, abriu o destino Lisboa-Roterdão.
A Air France KLM, que também opera em Portugal com a marca Joon, adianta que as expectativas para este verão em Portugal são “bastante altas”, com as reservas para o primeiro trimestre do verão IATA (de 25 de março a 28 de outubro) a refletirem uma “boa performance”. Escusou-se a divulgar o programa de verão, adiantando apenas que arrancará nesta primavera com a rota Ponta Delgada–Nova Iorque, através da parceria com a Delta Air Lines.
Ao todo, neste verão, o país terá em operação pelo menos mais 23 novas rotas espalhadas pelos cinco principais aeroportos: 16 serão uma estreia absoluta e sete operam pela primeira vez neste período estival (arrancaram no inverno).
A Ryanair vai lançar neste verão nove rotas para Portugal. Lisboa vai contar com quatro novos destinos, já abertos no inverno – Bruxelas, Baden Baden, Frankfurt e Cracóvia, passando a ter uma oferta de 28 destinos a partir do aeroporto da Portela. No Porto, onde tem maior presença, a companhia de baixo custo irlandesa vai inaugurar rotas para Manchester e Malta, além de Frankfurt e Nápoles, que se iniciaram no inverno. Manchester é também um destino que será adicionado à oferta a partir de Ponta Delgada a partir de junho.
A TAP prepara o lançamento das rotas Florença e Nouakchott (Mauritânia) a partir de Lisboa. Já no Porto, a transportadora aérea nacional começa a voar a partir de 25 deste mês para Milão, Barcelona e Ponta Delgada. Em junho, altura em que se inicia a época alta das férias de verão, a TAP irá reforçar as linhas de longo curso para São Paulo, Brasília e Belo Horizonte, no Brasil, e Toronto, no Canadá.
A Easyjet alargará neste verão a sua operação com mais seis novas rotas, duas a partir do Porto (Ibiza e Zurique) e quatro a partir de Faro (Bordéus, Milão, Nápoles e Berlim).
São boas notícias para os aeroportos nacionais, que no ano passado bateram já um recorde de mais de 50 milhões de passageiros.»

Sónia Santos Pereira, artigo publicado na página de internet “Dn Aviação”
(12 Março 2018)

Mais em Europa, Ground Handling (308º de 752 artigos)

«As companhia aéreas britânica e irlandesa são as mais conhecidas no mercado dos bilhetes a baixo custo. Mas há muitas outras opções a passar pelos aeroportos portugueses. ...