pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa

SATA – Incidentes aeroportuários obrigam a cancelamentos

«Uma viatura de ‘catering’ que ia abastecer o avião A320, para depois este fazer o voo da noite Lisboa-Ponta Delgada, encostou-se à aeronave e embateu numa porta, danificando-a,

afirmou António Portugal, explicando que a porta tem de ser reparada, pelo que a aeronave está fora de serviço.
António Portugal afirmou que esta ligação aérea foi assegurada por outro avião que a companhia tinha, mas hoje, devido a este incidente, “a SATA não consegue realizar os voos Lisboa-Ponta Delgada, Ponta Delgada-Porto, Porto-Ponta Delgada e Ponta Delgada-Lisboa”.
“Nestas ligações estão 400 passageiros e estamos a tentar arranjar alternativas àqueles voos de forma a transportá-los o mais rapidamente possível”, garantiu.
No domingo, registou-se um outro incidente com uma aeronave A310 da SATA, depois de aterrar em Boston, nos Estados Unidos da América, proveniente de Ponta Delgada. “Ao passar da pista para o ‘taxiway’ para acesso ao estacionamento, o avião danificou duas luzes de sinalização da faixa”, informou António Portugal.
A aeronave “não teve qualquer dano, mas perante estas circunstâncias tem que ser inspecionada”, referiu o porta-voz da SATA, esclarecendo que esta aguarda “neste momento a autorização da construtora, a Airbus, para voar”.
Segundo António Portugal, hoje ou o mais tardar na quarta-feira, o avião estará operacional, mas face a este incidente a SATA foi forçada a cancelar as ligações Boston-Ponta Delgada no domingo e na segunda-feira Ponta Delgada-Boston.
Este mês foi ainda registado um outro incidente entre um avião da SATA e a viatura de reboque em Boston, o que cancelou também um voo que tinha com destino final Barcelona.
Neste caso, registou-se um incidente quando o avião A310 da estava a preparar-se para sair de Boston e a viatura que o estava a rebocar, ocorrendo um embate, o que danificou a aeronave.
“Este primeiro avião já está em Lisboa e hoje retoma a operação”, garantiu António Portugal.
Explicando que “estes são um conjunto de incidentes que têm afetado a operação da SATA”, o responsável frisou que “estas situações não têm origem em avarias técnicas” e que “a segurança é a primeira prioridade da companhia”.
“Estamos a fazer o melhor possível para arranjar alternativas à falha de aeronaves, que provoca grandes constrangimentos operacionais, e fazer todos os possíveis para regularizar a operação”, acrescentou António Portugal.»

artigo publicado na página de internet “Noticias ao Minuto
(27 Junho 2017)

Artigos relacionados

Mais em Europa, Ground Handling (3º de 752 artigos)

«O Consórcio MAIS (Madeira Air Integrated Solutions) anunciou que o serviço de carga aérea passou, a abarcar a ilha dos Açores: depois do sucesso já comprovado na ligação entre a ilha da Madeira e ...