pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Ásia e Oceânia

Segurança aeroportuária – Aeroporto de Beijing com sistema automático que permite controlo fronteiriço apenas em 10 segundos

«O Aeroporto de Beijing conta, desde sábado (19), com um sistema que permite a cidadãos chineses detentores de passaporte electrónico proceder ao controlo fronteiriço de forma independente, numa operação de 10 segundos.
No terminal T3 do aeroporto, na zona de controlo fronteiriço, os funcionários do aeroporto reencaminham e aconselham os passageiros para a utilização das máquinas automáticas.
Para proceder ao controlo automático são necessários: passaporte electrónico e cartão de embarque. Usando o passaporte como documento de identificação, deve proceder-se à leitura do código bidimensional (código QR) do cartão de embarque, para aceder à zona de reconhecimento automático, onde o passaporte é scanado e realizado o reconhecimento facial e a leitura de impressões digitais. Cerca de 10 segundos depois, os passageiros vêm o seu processo de controlo fronteiriço finalizado, sem necessidade de espera em longas filas.
É sabido que este tipo de sistema está disponível desde 19 de agosto do ano passado, contando com mais de 300 mil passageiros e membros de tripulações, contudo, há um limite máximo de registo.
Anteriormente, o sistema apoiava apenas algumas companhias aéreas, incluindo a Air China, China Southern Airlines, China Eastern Airlines e Hainan Airlines, permitindo aos passageiros evitar as filas do controlo fronteiriço. Contudo, não presta apoio a cidadãos chineses que viajem em companhias estrangeiras
Ao mesmo tempo, as informações utilizadas revelaram-se, várias vezes, pouco precisas, resultando na impossibilidade de utilização por parte de alguns passageiros.
Este sistema automático de controlo não só ajuda na recolha de informação de cidadãos e voos, como auxilia também na previsão e informação de migração de passageiros. Além disso, permite a que todos os detentores de passaporte electrónico chinês, documentação electrónica de Hong Kong, Macau e Taiwan, autorizações de entrada electrónicas, possam desfrutar de um processo mais tranquilo e menos moroso.»

artigo publicado na página de internet “Portuguese.people
(22 Agosto 2017)

Artigos relacionados

Mais em Ásia e Oceânia, Ground Handling (106º de 452 artigos)

«O aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, está a testar software de reconhecimento facial para agilizar a passagem dos passageiros pela imigração depois dos ataques terroristas no país terem atrasado ...