pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Manutenção Aeronáutica, Europa

Évora – nova fábrica no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora (PIAE)

Uma nova fábrica de componentes metálicos para o setor aeronáutico vai “nascer” em Évora, num projeto da empresa portuguesa Mecachrome Aeronáutica que envolve 30 milhões de euros de investimento, prevendo criar 600 postos de trabalho.
No Parque de Indústria Aeronáutica de Évora funcionam já duas fábricas da construtora aeronáutica brasileira Embraer (uma de estruturas metálicas e outra de materiais compósitos) e encontra-se em fase de instalação uma unidade fabril da empresa Air Olesa, igualmente para fabrico de componentes para a aeronáutica.
A Mecachrome, que já possui uma outra fábrica de componentes aeronáuticos em Setúbal, revelou à agência Lusa que as obras da unidade de Évora estão previstas arrancar já em setembro, para que o início da produção possa acontecer dentro de um ano, ou seja, em “setembro de 2016”.
O investimento global planeado ascende aos “30 milhões de euros”, incluindo “a construção da fábrica e a aquisição de máquinas”, segundo informações dadas à Lusa pela empresa.
O projeto vai ser implantado no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora (PIAE), num terreno de 50 mil metros quadrados, com a autorização de construção a abranger 25 mil metros quadrados.
De acordo com informações da Mecachrome consultadas pela Lusa, a fábrica vai ter uma área aproximada de 22 mil metros quadrados, dividindo-se a construção em duas fases, a primeira com 13.500 metros quadrados e a segunda com os restantes 9.300.
O objetivo da empresa passa por “crescer em Portugal” e, através da nova unidade, pretende “alargar o leque de clientes” e “crescer ao nível dos recursos humanos”.
No global, a empresa pretende que, “até final de 2020”, a fábrica de Évora possua “600 trabalhadores”, estando planeada a criação de um centro de formação nas próprias instalações.
A produção na outra fábrica da Mecachrome Aeronáutica em Portugal, instalada no BlueBiz — Parque Empresarial da Península de Setúbal e dedicada, em exclusivo, à área da aeronáutica, começou em setembro de 2014.
Segundo a empresa, essa fábrica emprega já 65 trabalhadores, estando planeado que atinja os 100 funcionários, até final deste ano.
Com 75 anos de existência, o grupo conta com 14 fábricas em cinco países (França, Canadá, Tunísia, Marrocos e Portugal), em três setores de atividade: automóvel, energia e aeronáutica.

adaptação do texto publicado na página de internet “Noticias ao Minuto
(27 Agosto 2015)

Artigos relacionados

Mais em Europa, Manutenção Aeronáutica (115º de 397 artigos)

«A construtora aeronáutica Embraer já tem em curso os dois novos projetos de investimento nas fábricas de Évora, num valor global de 93,6 milhões de euros, com apoios comunitários, revelou esta ...