pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Abertura da Base Aérea de Monte Real à aviação civil fora dos planos do Governo

«O Fórum Centro Portugal, entidade autora de um grupo de estudos para a abertura da base à aviação civil, diz ter ficado “surpreendido” com as declarações do secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos, ao revelar que o projecto de abertura da Base Aérea de Monte Real à aviação civil “não é uma prioridade”.
“Essas declarações são especialmente surpreendentes vindas de um membro do governo, pessoalmente envolvido na criação, em colaboração com esta associação desde 2009, de um Grupo de Estudos sobre esse objectivo para o Centro do nosso País.
A conclusão dos estudos foi recentemente acordada entre a direcção do Fórum e o Governo ao seu mais alto nível, numa reunião em que também participou o senhor Secretário de Estado”, refere o comunicado do Fórum Centro Portugal, lamentando que Paulo Campos tenha “desrespeitado” uma “reserva pública sobre o assunto, não interferindo no decorrer “sereno de estudos sobre esta matéria”.
Face a esta posição do membro do Governo, a direcção do Fórum Centro Portugal decidiu suspender os preparativos para a realização de uma convenção, prevista para o final deste mês, na Figueira da Foz, que deveria contar com a participação de representantes do tecido autárquico, empresarial, profissional e turístico e de alguns membros do Governo convidados, já convidados.
Em substituição da convenção, o Fórum Centro Portugal vai organizar um debate sobre a “conveniência” da utilização de um aeroporto já existente no Centro de Portugal, num contexto de “adequação da rede aeroportuária nacional a um serviço de proximidade à maioria dos portugueses”. O enfoque do debate será direccionado para os “operadores privados interessados em investir no projecto e na sua viabilização”.
Autarca de Leiria e Região de turismo querem abertura.O presidente da Câmara Municipal de Leiria, Raul Castro, diz que a Região Centro não pode continuar “a ser prejudicada” e defende que a abertura da Base Aérea N.o 5 de Monte Real à aviação civil “continua a ser uma prioridade”.
Segundo o autarca, uma das formas de potenciar a economia da Zona Centro passa, também, “pela abertura da base à aviação civil”.
“Acho importante e útil a abertura da base aérea à aviação civil, por isso vamos aguardar mais algum tempo, para ver como as coisas se desenrolam”, sustentou, adiantando que toda a região ficaria “com mais uma opção” de ligação aérea a outros países.
As críticas mais duras às declarações do secretário de Estado das Obras Públicas, Paulo Campos, são de David Catarino, director do Pólo de Turismo Leiria/Fátima. O responsável afirma não reconhecer “credibilidade” ao secretário de Estado das Obras Públicas, quando diz que “a região não tem as melhores acessibilidades”. “Quem [Paulo Campos] defendeu tanto a abertura da base de Beja à aviação civil não tem credibilidade para dizer o que quer que seja sobre o assunto, muito menos para falar sobre a Região Centro”, crítica David Catarino, realçando que a região necessita de um serviço ‘low cost’, dando o exemplo de Barcelona, onde existem bases semelhantes.David Catarino revelou que vai levar o assunto à reunião de direcção do Pólo de Turismo Leiria/Fátima, para ser tomada uma posição pública sobre o assunto.»

Mário Pinto, artigo publicado em “Diário de Leiria”
(10 Outubro 2010)

Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

A Região Centro solicita junto do Ministério da Defesa a abertura de uma infraestrutura aeroportuária na base aérea de Monte Real (BA5) que permita voos internacionais. ...