pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Cabo Verde – Aumento de 16,2 % de passageiros nos aeroportos

Cabo_Verde

«Praia – Os aeroportos de Cabo Verde registaram, em Abril último, uma movimentação de 144 mil 484 passageiros, o que corresponde a um aumento de mais 20 mil 110 passageiros (ou seja 16,2 %), relativamente ao mês homólogo de 2010. De acordo com os dados divulgados pela empresa cabo-verdiana de aeroportos e segurança aérea (ASA), em abril último, o tráfego doméstico cresceu 10,3 porcento e o internacional 23,3 porcento, em decorrência da crescente procura externa e do efeito catalisador no movimento inter-ilhas.
A ASA garante que todos os aeroportos apresentaram resultados positivos, com exceção de S.Nicolau, que decresceu 10,1 por cento em relação a abril de 2010.
O Aeroporto do Sal foi o mais movimentado do país, com peso de 33,7 por cento, seguido do Aeroporto da Praia, 30,4 por cento, Boavista com 18 porcento, São Vicente, 10,2 porcento, Fogo com 5,3 por cento, Maio com 1,2 por cento, e São Nicolau, 1,2 por cento.
No sector internacional, o aeroporto do Sal foi também o que mais cresceu (29,1 por cento), continuando a liderar com 46 por cento do total de passageiros internacionais, seguido de Boavista com 27 por cento, Praia com 25 por cento e São Vicente com dois por cento.
No sector doméstico, o Aeroporto da Boavista foi o que melhores registos apresentou (+22%), embora o Aeroporto da Praia continue a liderar o tráfego interno com 36%, seguido do Sal (23%), S Vicente com 18 por cento, Fogo com 10 por cento, Boavista com nove por cento, Maio com dois por cento e São Nicolau com dois por cento.
Os registos de movimento de aeronaves (aterragens e descolagens) foram de dois 968 (mais 187 do que em abril de 2010, representando um crescimento de 6,7 por cento.
Os aumentos mais expressivos aconteceram no aeródromo do Maio, que passou de 30 para 76 movimentos (+153 por cento) e em Boavista (298 para 402 movimentos, representando um crescimento de 35 porcento). Sal cresceu cinco porcento (955 movimentos), Praia -menos um porcento (927 movimentos) e São Vicente com -10,5 porcento (331 movimentos), estes dois últimos devido à quebra do movimento de aeronaves no sector doméstico.
Com registos de 351 mil quilos, a carga aérea cresceu 35,3 por cento, enquanto os correios mantiveram-se praticamente inalterados (+0,7%), ou seja, 27 mil quilos. Embora a carga doméstica tenha representado 61 porcento do total transportado no mês de abril, a ASA realça que a internacional cresceu 88,1 porcento e a doméstica 14,9 porcento.
Na FIR Oceânica do Sal, o sector com maior peso nas atividades da ASA, foram contabilizados 3 mil e 489 sobrevoos, o que representa um crescimento de 21 porcento em relação a abril de 2010, o mês em que os registos negativos, que vinham de 2009, passaram a positivo.
Na sequência dessa recuperação, o movimento de aeronaves na FIR Oceânica do Sal acabou por registar um crescimento de 4 porcento no final do ano passado. Conforme ainda os dados divulgados pela ASA; nos quatro primeiros meses de 2011, o crescimento dos sobrevoos na FIR Oceânica do Sal é de 12% em relação ao mesmo período de 2010, “o que decorre, em grande medida, da evolução positiva da economia brasileira, em contraponto à situação de estagnação e crise na zona euro”.»

artigo publicado na página de internet “Agência Angolapress”
(18 Maio 2011)

 

Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

«Mais de 2,6 milhões de passageiros passaram pelos aeroportos cabo-verdianos durante o ano de 2017, representando um aumento de 19,6% relativamente ao ano anterior, ...