pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Carga e Correio caem 6,2% em Fevereiro, nos aeroportos nacionais

«Em Fevereiro, a Carga e Correio Aéreos processados pelos aeroportos do Grupo ANA decresceram 6,2% (-732 tons), face a igual período de 2012 Em termos anuais, o decréscimo é de cerca de 695 tons (-3%).
No mês, a carga embarcada diminuiu 5,5% (-339 tons), a carga desembarcada e a carga em trânsito diminuíram 6,8% (-328 tons) e 5,1% (-82 tons), respetivamente. Apesar dos números revelarem um abrandamento da carga de exportação, uma procura interna estagnada e uma diminuição da passagem de comércio internacional pelos nossos aeroportos, é de referir que o mês homólogo tem 29 dias e o mês em análise 28, fato que ajuda a explicar parte das quebras registadas.
Por aeroporto, o decréscimo registado na carga no aeroporto de Lisboa (-4,2%), pese embora os acréscimos de tráfego com o Brasil e Dubai, deve-se às quebras de tráfego com as Ilhas, Europa e, fato novo a registar: quebra de tráfego com o destino Luanda.
O aeroporto do Porto apresenta maior decréscimo (-10,2%), por o mês em análise dispor de menos uma quarta-feira face ao homólogo, significando menos uma frequência (4 em 5) do cargueiro da Air France – KLM, o qual representa, neste aeroporto, uma quota de mercado importante.
Quanto à evolução da carga aérea registada nos aeroportos das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores geridos pelo Grupo ANA, além de refletir as restrições fiscais impostas a essas Regiões, há a destacar o crescimento registado no aeroporto de Santa Maria de 19,5%, devido a paragens técnicas nesse aeroporto de cargueiros com carga em trânsito de outras regiões da Europa de/para as Américas.
Por tipo de voo, a carga transportada em cargueiros expresso diminuiu 7,3%, em aviões de passageiros aumentou 2,1% e em outros cargueiros (são sobretudo voos charters) diminuiu 47,7%.
Quanto aos mercados, os aeroportos do Grupo ANA serviram em Fevereiro 111 destinos regulares de Carga Aérea. Por países, do lado das principais subidas destacam-se os Emirados Árabes Unidos (+347 tons) e o Brasil (+205 tons).
Do lado das descidas, destacam-se o mercado Alemão (-513 tons), o tráfego interno (sobretudo com as ilhas) com menos 225 tons e, a quebrar desde Dezembro, o mercado Angolano, com menos 202 tons processadas.
Por companhias, subiram mais as companhias que ainda não operavam as suas rotas regulares no período comparado: a Emirates processou +347 tons e a West Air Europe (operação cargueira para a Madeira), +312 tons.
Do lado das descidas, a Star Air, operador da UPS, transportou menos 264 tons, seguida da Lufthansa e Air France, cada uma com quebras ligeiramente superiores a 100 tons.

Quanto aos aviões camião, foram processadas 2,4 mil tons, número que representa um aumento de 15,8% face ao homólogo.
Concluindo, os aeroportos do Grupo ANA processaram (camiões avião incluído) 13,5 mil tons de carga e correio aéreos em Fevereiro e, em termos acumulados, 27 mil tons (camiões avião incluído).»

artigo publicado na página de internet “Ana,ep”
(11 Março 2013)

 

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

«O sector do transporte aéreo de carga continua a demonstrar evoluções positivas e, nos dois primeiros meses do novo ano, as toneladas por quilómetro (FTK) cresceram 7,2% face ao mesmo período de ...