pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Cinzas de vulcão cancelam voos entre Brasil e Argentina

nw-Cinzas

«Aeroportos de Buenos Aires, da Patagónia e de Montevideu têm voos suspensos por erupção que começou sábado no sul do Chile
A nuvem de cinzas expelida pelo vulcão chileno Puyehue levou ao cancelamento de todos os voos entre Brasil e Argentina nesta terça-feira. De acordo com a assessoria de imprensa da companhia que administra os aeroportos argentinos, a Aeropuertos 2000, os voos foram cancelados por razões de segurança diante do vulcão que entrou em erupção no sábado.
Localizado na fronteira entre Argentina e Chile, o vulcão expeliu cinzas que já chegam a Buenos Aires. Companhias aéreas com voos previstos para chegar ou sair dos aeroportos de Ezeiza e Aeroparque, em Buenos Aires, decidiram cancelar seus serviços por causa da passagem sobre a capital argentina da nuvem de cinzas expelida pelo vulcão chileno Puyehue. “Um total de 30 voos foram cancelados nesta terça-feira no Aeroparque de Buenos Aires e outros 32 no Aeroporto Internacional de Ezeiza pela nuvem de cinzas”, afirmou a Aeroportos Argentinos 2000.
Além disso, estão suspensos até a próxima quinta-feira os voos noturnos de ambas as companhias para a cidade de Mendoza, capital da província de mesmo nome, e para Santiago do Chile, segundo um comunicado das companhias.
A disseminação de cinzas do Puyehue fez com que a companhia aérea chilena Lan cancelasse 35 voos na segunda-feira, dois quais 25 previstos para esta terça-feira, enquanto também foram cancelados serviços das americanas Delta e United Airlines entre Buenos Aires e Santiago do Chile.
Os passageiros afectados pela suspensão dos voos “poderão deixar suas passagens abertas por um ano desde a data de emissão, podendo actualizá-las sem penalidade alguma”, afirmou o comunicado divulgado pela Aerolineas e pela Austral. “A nuvem de cinzas expulsa pelo vulcão Peyehue alcança os 12 mil metros de altura e se desloca em sentido sudoeste-noroeste”, segundo o comunicado.
A nuvem vulcânica chegou na manhã desta terça-feira à capital e está atravessando a Província de Buenos Aires, informou o Conselho de Emergências, segundo o jornal argentino El Clarín. De acordo com o diretor-executivo do conselho, Jorge Etcherrán, “não há uma situação de gravidade. A nuvem está atravessando a província”.
Buenos Aires está a mais de 1 mil quilómetros do fenómeno natural, no sul do Chile. O vulcão Puyehue, que forma parte da cadeia Puyehue-Cordón Caulle, perto da fronteira com a Argentina.

Parte: 1 2

Artigos relacionados

Mais em Notícias (466º de 779 artigos)
nw-vulcão

«A atividade do vulcão chileno Puyehue voltou a causar cancelamentos de voos neste domingo (16) no sul do continente sul-americano, inclusive no Brasil. A TAM informou por meio de nota à imprensa que os ...