pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Espanha – Iberia vai cortar 4500 postos de trabalho

nw-Iberia_Expresso

«A companhia aérea Iberia anunciou hoje que vai cortar 4.500 postos de trabalho, quase um quarto da sua força laboral de 20 mil funcionários, no âmbito de um plano de reestruturação da empresa.
Este plano abrange mudanças estruturais permanentes em todas as áreas de negócio com o objectivo de a companhia voltar a registar ganhos, segundo informou o International Airlines Group (IAG) – grupo resultante da fusão da Iberia com a British Airways.
Segundo anunciou o grupo à Comissão Nacional de Mercado de Valores (CNMV), a empresa vai reduzir a sua capacidade em 15%, concentrando-se nas rotas mais rentáveis, cortado ou reduzindo as rotas não rentáveis.
O objetivo, segundo a empresa, é melhorar os resultados em pelo menos 600 milhões de euros até 2015, conseguindo regressar aos lucros nesse período, pelo que haverá mudanças estruturais permanentes em todas as áreas de negócio da empresa.
IAG teve 39 milhões de euros de prejuízo em 2012
Este anúncio coincide com a divulgação dos resultados do IAG até setembro, marcados por prejuízos de 39 milhões de euros, face a ganhos de 338 milhões de euros no período homólogo de 2011.
Um resultado afetado particularmente pelas perdas recorde de 262 milhões de euros registadas neste período pela Iberia.
Willie Walsh, conselheiro delegado do IAG salienta na informação hoje distribuída que, apesar dos resultados estarem a regressar a níveis de 2011, “continua a haver uma diferença considerável entre os resultados da British Airways e da Iberia”.
A empresa insiste que o corte de 4.500 empregos permitirá salvar 15.500 postos, numa “redução em linha com os cortes de capacidade e o aumento de produtividade da companhia aérea”.
“Este plano de reestruturação é crítico para a Iberia e para o futuro de Espanha. Uma Iberia forte, rentável, pode criar emprego e estimular o turismo, um setor chave para a recuperação económica em Espanha”, afirmou Walsh.

OPA anunciada esta semana
Parte da reestruturação das operações da empresa em Espanha inclui a OPA (Oferta Pública de Aquisição) anunciada esta semana pelo IAG sobre a totalidade do capital social da Vueling Airlines”, empresa na qual a Iberia é a acionista maioritária.
A Vueling anunciou esta semana um resultado líquido de 41,3 milhões de euros entre janeiro e setembro deste ano, mais 93,2% do que no mesmo período de 2011, e receitas de 882,7 milhões de euros, mais 28,4% do que nos primeiros nove meses do ano passado.

A Iberia estabeleceu o dia 31 de janeiro como a data limite para alcançar um acordo com os sindicatos sob pena de serem necessários mais cortes e uma maior redução do tamanho e das operações da companhia aérea, para proteger o tráfico natural de longo curso.
Rafael Sánchez-Lozano, conselheiro delegado da Iberia, reconhece a dureza das decisões para salvar a empresa, insistindo que se não forem implementadas mudanças estruturais profundas “o futuro da empresa é sombrio”.»

artigo publicado no jornal “Expresso”
(9 Novembro 2012)

 

 

 

Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

«A Qatar Airways anunciou nesta sexta-feira a compra de 9,99% do grupo IAG, que resultou da fusão entre a British Airways e a Iberia e que, a partir de 2013, passou a integrar ainda a companhia low cost ...