pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Inspecção à segurança operacional deu à TAAG uma nota “brilhante”

Auditoria de Segurança Operacional da IATA

«A inspecção da Auditoria de Segurança Operacional da IATA à TAAG ocorrida durante este mês de Janeiro teve resultados “extremamente satisfatórios” para a companhia angolana, informou fonte próxima da administração da companhia aérea angolana.
“Brilhante”, foi como a TAAG considerou o resultado da inspecção que é a terceira e que abrangeu todas as áreas operacionais da empresa: manutenção, operações de voo e operações de terra e segurança operacional.
Os resultados, claramente animadores para a TAAG, são um sinal muito positivo relativamente ao programa de medidas aplicadas pelos gestores da companhia aérea nacional. Pela segunda vez consecutiva, a inspecção da Auditoria de Segurança Operacional da IATA dá nota alta à TAAG nas suas inspecções. Foi na sequência de uma primeira inspecção da Auditoria de Segurança Operacional da IATA que a TAAG se viu impossibilitada de voar para o espaço aéreo europeu.
Outro bom sinal para a companhia é a excelente colaboração da General Electric, o fabricante dos motores dos Boeing 777/200, com a TAAG, na procura de soluções para os problemas verificados nos motores e que conduziram à decisão da administração da TAAG paralisar a operação daquela frota até ao completo esclarecimento da origem das causas de avarias.
A General Eletric já descartou qualquer responsabilidade da TAAG nos problemas surgidos nos reactores, pelo que está a dar o maior apoio no sentido de serem encontradas soluções para repor a operacionalidade dos aparelhos da TAAG.
O avião que ficou avariado no Rio de Janeiro deve recomeçar os seus voos dentro de uma semana, enquanto o avião que está em Lisboa deve começar a voar em meados de Fevereiro. O terceiro, que está em Luanda, é o último a entrar em operação. Os três aviões estão a receber motores, o que demorou mais tempo a resolver os problemas.
A frota de longo curso da TAAG vai ser a meio do ano reforçada com mais dois aviões 777-300-ER o que dá um lastro maior à operação da companhia aérea nacional.»

artigo publicado no “Jornal de Angola”
(27 Janeiro 2011)



Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

A companhia aérea de bandeira angolana, TAAG, reforça a sua frota com mais duas novas aeronaves Boeing B777 que irão ser utilizadas no aumento das frequências nas rotas Lisboa (Portugal) e Havana (Cuba). ...