pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Matosinhos – Centro de Engenharia Aeronáutica: 200 postos de trabalho, 180 para engenheiros

«A nova unidade do CEIIA — Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel, que começa a ser construída em 2013 no concelho de Matosinhos, vai criar 200 novos postos de trabalho, anunciou esta terça-feira o presidente do centro.
A Câmara de Matosinhos assinou esta terça-feira a escritura de cedência de direito de superfície do terreno onde vai ficar situado o Centro de Engenharia Aeronáutica do CEIIA, no gaveto entre a Estrada da Circunvalação e a Avenida D. Afonso Henriques, com uma área aproximada de 10 mil metros quadrados. Segundo o presidente do CEIIA, Aloísio Leão, esta nova unidade vai criar 200 novos postos de trabalho, 180 dos quais engenheiros, sendo o investimento total de cerca de 30 milhões de euros.
A construção das novas instalações em Matosinhos está prevista para o início de 2013, estando destinadas a altos estudos aeronáuticos nomeadamente na vertente de investigação, fabrico de protótipos, ensaios e experimentação. O CEIIA, que participa no projecto do novo avião militar KC-390, da Embraer, tem actualmente 150 funcionários, já está presente em países como Inglaterra, França, Brasil e Itália e as actuais instalações, que são para manter, estão localizadas no Tecmaia, concelho da Maia.
Momento “importante” para a região
Em declarações aos jornalistas no final da cerimónia de assinatura da escritura, o presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, considerou que este “é um momento importante para a região” porque este “é um investimento que vai ter impacto fortíssimo em toda a Área Metropolitana do Porto”. “Escolheu Matosinhos por causa da capacidade que tivemos de ser competitivos na escolha do local e para Matosinhos é o regresso da actividade produtiva ao centro da cidade”, acrescentou. Segundo Guilherme Pinto, Matosinhos está em contraciclo porque “há mais de uma centena de milhões de euros que estão a ser investidos neste momento”.
Em Janeiro deste ano, o presidente da Câmara de Matosinhos já tinha anunciado a construção das novas instalações do CEIIA no concelho, declarações que foram desmentidas no dia seguinte pelo presidente da Câmara da Maia que garantiu então que as instalações do CEIIA iriam continuar na Maia e que ainda estava por definir o local da nova unidade. Hoje, Guilherme Pinto rejeitou que este processo tenha gerado uma guerra com a Câmara da Maia.
“Limitei-me, como presidente da câmara, a mostrar quais eram as virtualidades da localização em Matosinhos. Não tenho guerra com ninguém. Tenho fabulosas relações com o meu colega, que percebo bem que também seja altamente competitivo”, disse. Na opinião do autarca socialista, “este é um investimento que qualifica a Área Metropolitana do Porto, como os investimentos que acontecem na Maia qualificam a Área Metropolitana do Porto”.
Os ministros da Economia e do Emprego e da Defesa presidiram em Dezembro de 2011 à assinatura de um conjunto de contratos de parceria entre a Embraer e as portuguesas OGMA e EEA para o Programa KC-390. Segundo o comunicado do Ministério da Economia, “por meio do acordo, Portugal desenvolverá, sob a coordenação da EEA — Empresa de Engenharia Aeronáutica, S.A., e através do CEIIA — Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel, o projecto de engenharia de três segmentos do avião de transporte militar a ser construído pela Embraer”.»

artigo publicado na página de internet “Público
(6 Novembro 2012)

Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

Uma nova fábrica de componentes metálicos para o setor aeronáutico vai “nascer” em Évora, num projeto da empresa portuguesa Mecachrome Aeronáutica que envolve 30 milhões de euros de ...