pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Mercado angolano atrai os espanhóis

Experiência em aeroportos e navegação aérea
Cidade de Luanda

«O Presidente da República recebeu ontem em audiência, na Cidade Alta, os ministros espanhóis das Relações Exteriores, José Garcia-Margallo, e do Fomento, Ana Pastor.
Encontro de cortesia, serviu para reafirmar o interesse mútuo em estreitar os laços de amizade e cooperação entre Angola e Espanha, que passam a contar desde ontem com três novos instrumentos jurídicos, sendo dois no sector dos transportes e um virado para a actividade diplomática.
José Garcia-Margallo entregou a José Eduardo dos Santos uma camisola da selecção espanhola de futebol, a “La Roja”, com o número 12. Em declarações aos jornalistas, após a audiência, o número um da diplomacia espanhola explicou que o gesto representa o apoio de Angola a Espanha, como 12º jogador, na base de uma amizade forte.
Muito descontraído, o ministro espanhol ainda brincou com a “feliz coincidência” de ter acontecido num dia 12 de Dezembro e com a rivalidade entre Real Madrid e o Barcelona FC. “Oferecer a camisola 12 da La Roja também significa que evitamos um conflito diplomático, porquanto é uma decisão difícil de tomar entre Barcelona e Real Madrid”, disse José Garcia-Margallo, com um sorriso.
O chefe da diplomacia espanhola falou sobre as motivações da visita e dos resultados. Destacou os acordos assinados no sector dos transportes e avançou pormenores sobre o documento conjunto que assinou com o ministro Georges Chicoty.
“Firmei com o meu homólogo das Relações Exteriores um memorando de entendimento para definir um marco para as nossas relações bilaterais, o contacto entre os dois países, e o nosso papel como embaixadores de Angola na União Europeia”, disse o ministro espanhol, realçando que o acordo também abrange “metodologias de análise da conjuntura mundial, especialmente de África e das zonas fronteiriças de Angola, onde existem preocupações comuns”.
José Garcia-Margallo anunciou também a assinatura de mais dois acordos, para “fechar o quadro jurídico” e “tornar a cooperação mais abrangente”, e referiu-se ao acordo de colaboração entre os ministérios do Interior para formação da polícia angolana pela polícia de Espanha.

Mão cheia de oportunidades
O ministro espanhol elogiou a estabilidade política que se vive em Angola e considerou o actual momento da economia aliado aos objectivos perseguidos pelo Governo angolano, uma “excelente oportunidade para as empresas espanholas”.
“É um país que alcançou a paz em 2002, que tem um processo de reconstrução nacional extraordinariamente ambicioso e nós temos empresas que são líderes em sectores tecnologicamente avançados, como a indústria ferroviária, infra-estruturas de estradas, energias renováveis e tratamento de água”. Ao referir-se à situação dos vistos, adiantou a possibilidade de se criarem mecanismos de facilidade. “A Espanha é uma parte do espaço Schengen, portanto trata-se de uma normativa de âmbito europeu, mas vamos estudar a questão da supressão para os passaportes diplomáticos”.
Quanto aos normais, disse que estão a ser avaliadas soluções para garantir “maior mobilidade e assiduidade na obtenção de vistos, dentro dos marcos legais que permite o espaço Schengen”.

Parte: 1 2 3

Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

«A sessão foi dominada por discussões à volta do Plano Estratégico e de Negócios da TAAG, no âmbito do Contrato de Gestão celebrado com a Emirates Airlines para o período de 2015-2019 e o Projecto ...