pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Moçambique – Obras na pista do aeroporto de Nacala

«Maputo – As obras de redimensionamento da pista da base aérea de Nacala, província de Nampula, norte do país, no âmbito da transformação daquela infra-estrutura num aeroporto civil, arrancam já em finais do próximo mês de Janeiro, segundo garantias da empresa pública Aeroportos de Moçambique (ADM), informa a AIM.
Trata-se de uma das principais fases da construção do Aeroporto Internacional de Nacala, que deverá estar pronto até meados de 2013, num investimento total de 114 milhões de dólares americanos, desembolsados juntamente pelos governos do Brasil e de Moçambique.
O director do projecto do Aeroporto Internacional de Nacala, António Loureiro, disse que, depois das intervenções na pista, será iniciada a construção dos edifícios do aeroporto.
“O redimensionamento da pista visa permitir a operação de aeronaves de grande porte, incluindo o reforço da capacidade de carga e aumento do comprimento da pista em 900 metros, passando dos actuais 2.500 metros para 3.400 metros”, disse Loureiro.
As obras do novo aeroporto internacional incluem a construção de edifícios para aerogare, incluindo salão de honra, terminal de carga e torre de controlo. Igualmente, a obra prevê a instalação de sistemas de sinalização luminosa, sistemas para serviços meteorológicos, sistemas de ajudas a navegação (VOR/DME, ILS) e sistemas de telecomunicações aeronáuticas.
Em Março passado, arrancou a fase de mobilização de equipamentos e os trabalhos de terraplanagem, construção do acesso principal, do estaleiro bem como a montagem da central de asfalto e levantamentos iniciais.
No fim das obras, o Aeroporto Internacional de Nacala terá uma capacidade inicial de 500 mil passageiros por ano, com possibilidade de expandir a mesma para mais de um milhão de passageiros.
A questão que agora se coloca é sobre a viabilidade do Aeroporto Internacional de Nacala, considerando a sua localização, a cerca de 200 quilómetros de Nampula.
Em relação a este aspecto, António Loureiro disse acreditar que cada um destes aeroportos vai ter o seu próprio tráfego, devendo, eventualmente o Aeroporto Internacional de Nampula desempenhar um papel de aeroporto regional.
‘Existe um grande potencial em Nacala, neste momento. Nacala vai crescer muito, acima daquilo que é a média dos outros aeroportos do país’, disse ele, sublinhando que o projecto está de acordo com a estratégia do Governo na área dos transportes e pretende tornar esta infra-estrutura num factor de indução ao desenvolvimento da região de Nacala.»

artigo publicado na página de internet “África21”
(26 Dezembro 2011)

 

 Fonte: imagens de Manuel Marques da Silva

 

PISTA73media

Artigos relacionados

Mais em Notícias (779º de 779 artigos)

«O Aeroporto Internacional de Nacala, na província de Nampula, vai passar à gestão privada, no âmbito da reestruturação da empresa Aeroportos de Moçambique. O programa de reestruturação daquela ...