pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Notícias

Novo grupo aéreo – Accionistas da British Airways aprovam fusão com a Iberia

«Os accionistas da British Airways aprovaram hoje a fusão da companhia aérea britânica com a espanhola Ibéria, que irá criar um dos três maiores grupos aéreos europeus.
A fusão foi aprovada com 99 por cento dos votos durante uma assembleia-geral da British Airways em Londres. O novo grupo de aviação chamar-se-á International Consolidated Airlines Group (IAG), mas a British Airways e a Iberia continuam a operar com estes nomes.
A junção da British Airways e da Iberia irá gerar poupanças anuais na ordem dos 400 milhões de euros e criar o terceiro maior grupo aéreo a nível europeu, atrás da alemã Lufthansa e da franco-holandesa Air Francesa-KLM, com uma frota de mais de 400 aviões e mais de 100 países de destino.
Esta fusão “constitui sem dúvida um acordo histórico”, disse o presidente da Ibéria, Antonio Vasquez, num comunicado de imprensa. Também o presidente da British Airways, Martin Broughton, afirmou que a fusão com a Ibéria tem uma “lógica estratégica e financeira”, que beneficiará os trabalhadores, os passageiros e os accionistas da companhia.
A fusão realiza-se através de uma troca de acções, que dará à British Airways o controlo de 55 por cento do novo grupo, enquanto a Ibéria fica com os restantes 45 por cento.»

artigo publicado no jornal “Público”
(29 Novembro 2010)

Artigos relacionados

  • Carga aérea - quebra da Iberia arrasta resultados anuais da IAG
  • Espanha - Iberia vai cortar 4500 postos de trabalho
  • Ibéria e pilotos reúnem-se terça-feira ( 27 Dez )
  • A Iberia Express low cost da Iberia começa a operar em 2012
  • A TAP e o triângulo Portugal-África-Brasil
  • British Airways estuda comprar a TAP
  • Espanhóis admitem "estudar" privatizações portuguesas
  • O novo gigante da aviação mundial
Mais em Notícias (100º de 779 artigos)
nw-IAG

«O grupo IAG (International Airlines Group), que resultou da fusão entre as companhias aéreas Iberia e British Airways, apurou um prejuízo de 630 milhões de euros no primeiro trimestre de 2013, quase ...