pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Recortes

“Breves reflexões sobre bird strikes em Portugal”

GPIAA Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves
nw-Falcão

«A publicação “Breves Reflexões sobre Bird Strikes em Portugal” tem por finalidade estimular a implementação das boas práticas internacionais, em particular a nível estrutural, com o único objectivo – a prevenção de acidentes.
As aves sempre foram um perigo potencial para as aeronaves desde os primórdios das viagens aéreas. Com o desenvolvimento do transporte aéreo, assistiu-se à evolução e complexidade das aeronaves, as quais são, hoje, mais velozes e silenciosas, factores que influenciam substancialmente a percepção das aves da proximidade de um avião. As aves tornaram-se assim inadvertidamente uma ameaça para a segurança operacional, sendo as colisões mais frequentes e mais sérias.
Por isso, a ICAO estabeleceu um conjunto de normas e práticas recomendadas que determinam a adopção das medidas necessárias no sentido de desencorajar a presença de aves nos aeroportos, ou na sua vizinhança, face ao potencial risco que representam para a operação das aeronaves. Tal como o risco de bird strikes é diferente em cada local, também a sua gestão deverá ser diferente. O nível de perigosidade de bird strike deriva de um conjunto de factores, tais como a localização geográfica, atractividade do local para as aves e a densidade do tráfego aéreo.
Tal como outras formas de risco na aviação civil, a Gestão do Risco (risk management) de bird strikes envolve conhecimentos especializados e a adopção de medidas apropriadas. Estas medidas têm por finalidade dissuadir a presença de aves no aeródromo, ou na sua vizinhança, e incluem principalmente a avaliação do risco e a gestão do habitat da vida animal no aeródromo. Uma vez que o risco de bird strikes não é uniforme nas várias tipologias de aeródromos e operações de voo, é fundamental que sejam identificadas e adoptadas as medidas ajustadas a cada situação ou local. A vida animal nos aeroportos, ou na sua vizinhança, constitui um dos factores que merecem especial atenção no sector da aviação civil devido, em especial, ao risco associado à sua presença, à evolução e complexidade das aeronaves e ao desenvolvimento das políticas ambientais e da protecção da vida animal.»

texto publicado na página de internet “Gpiaa”
(Outubro 2011)

 

    Pings

    Artigos relacionados

    Mais em Recortes (29º de 29 artigos)

    «A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) alertou, esta sexta-feira, os pilotos para a necessidade de voarem, no sábado, “com cuidado especial” devido à largada de 70.000 pombos-correio de ...