pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Tráfego Aéreo, Ásia e Oceânia

O Ministério dos Transportes da Indonésia suspende todo o pessoal envolvido no despacho do voo QZ8501

O Ministério dos Transportes da Indonésia anunciou a suspensão de um número não determinado de controladores aéreos enquanto prossegue com as investigações sobre as causas do acidente do avião da AirAsia, que viajava com 162 pessoas a bordo, no dia 28 de dezembro, informou nesta terça-feira (6) a imprensa local.
As autoridades locais garantem que a companhia de baixo custo não tinha permissão para fazer a rota Surabaia-Singapura no dia 28 de dezembro, quando ocorreu o acidente.
O diretor-geral de transporte aéreo, Djoko Murjatmodjo, disse à imprensa que o Ministério ordenou a “suspensão de todo o pessoal relacionado” com as atividades do voo QZ8501, de acordo com informações do jornal “Jakarta Post”.
O governo prometeu ações contra as companhias aéreas que violarem as autorizações de voo.
“Se, depois da avaliação, outra companhia aérea também estiver voando com uma agenda não aprovada, estará cometendo uma violação que acarretará na suspensão”, disse Murjatmodjo.
Além disso, o Ministério dos Transportes determinou que os pilotos deverão participar nas reuniões informativas obrigatórias sobre as condições climáticas da rota antes da descolagem.
As equipes de resgate continuam com as buscas das caixas-pretas do avião para que as autoridades aéreas possam esclarecer as causas do acidente.
Até o momento, foram encontrados cinco grandes objetos a cerca de 30 metros de profundidade no mar de Java, mas não há confirmação visual de que os mesmos pertencem à aeronave. Além disso, as equipes de resgate recuperaram 37 corpos no mar, dos quais 13 foram identificados, segundo o canal de televisão “Channel News Asia”.
O porta-voz da Agência Nacional de Busca e Resgate (Basarnas), Bambang Soelistyo, afirmou no domingo (4) que acredita que as caixas-pretas se encontram perto das partes do avião que estão submersas, onde também podem estar os corpos de alguns passageiros.
O voo QZ8501 descolou da cidade de Surabaia, na a ilha de Java, no dia 28 de dezembro e deveria ter aterrado duas horas depois em Singapura, mas caiu no mar de Java cerca de 40 minutos após sua saída.
O piloto solicitou à torre de controle para fazer um desvio à esquerda na rota e subir de 32 mil para 38 mil pés com o objetivo de contornar uma tempestade. A alteração de curso foi aprovada, mas a elevação foi negada porque outra aeronave já voava na mesma altitude.
Minutos depois, quando os controladores de voo tentaram entrar em contato para informar que o avião da AirAsia estava autorizado a subir até 34 mil pés, não houve resposta. A aeronave já tinha desaparecido dos radares.

adaptação do texto publicado na página de internet “Globo
(6 Janeiro 2015)

Artigos relacionados

Mais em Ásia e Oceânia, Tráfego Aéreo (74º de 160 artigos)

O motor direito do Boeing 737-800 da Air China incendiou-se na pista do aeroporto de Fuzhou, na província chinesa de Fujian, quando estava no caminho para a descolagem. ...