pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Ground Handling, Europa, Aeroportos

Aeroportos – CaetanoBus ganha prémio de inovação com E.Cobus

«A CaetanoBus foi a vencedora da primeira edição do ‘Prémio Inovação NOS’, na categoria “Grandes Empresas”, com o E.Cobus, o primeiro autocarro totalmente elétrico desenvolvido para uso exclusivo nos aeroportos de todo o mundo.
Esta solução assenta na conversão de autocarros de aeroporto COBUS diesel em veículos com um sistema de tração 100% elétrico e um novo design. O projeto pretende tirar partido de uma frota de aproximadamente três mil unidades do autocarro de aeroporto Cobus, fabricado na CaetanoBus, que estão em operação um pouco por todo o mundo.
De acordo com Jorge Pinto, CEO da CaetanoBus, “sabemos que há em várias regiões, vários países a direcionar-se para o verde, para uma realidade limpa. Os aeroportos estão muito conscientes disso mas não têm grande campo de manobra porque, tirando as linhas aéreas, o que faz a emissão de CO2 nos aeroportos é o aquecimento dos terminais, a luz e os meios de tração e de transporte. Sabendo disso, e tendo em consideração a frota existente, surgiu a ideia de converter parte dessa frota e apresentar uma solução que permitisse colocar veículos convertidos por um custo razoável”.
O projeto já foi apresentado em 2013 e começa agora a dar os primeiros resultados. A empresa recebeu recentemente uma encomenda de seis unidades para Estugarda e quatro para Genebra, que serão fornecidas ainda este ano.
O primeiro autocarro totalmente elétrico do mundo, que beneficia do know-how da CaetanoBus no desenvolvimento e produção dos autocarros Cobus e da tecnologia da Siemens, com soluções para a mobilidade elétrica, permite reduzir aproximadamente 75 por cento do custo com a fatura energética em relação aos autocarros movidos a diesel ou a gás, e diminuir as emissões de CO2. Equipado com baterias de última geração, e dotado de um sistema de armazenamento de energia fiável e seguro, o E.Cobus permite ainda reduzir os custos de manutenção e alcançar as zero emissões diretas sem gerar ruído.»

Carlos Moura, artigo publicado na “Transportes em Revista”
(2 Julho 2015)

Artigos relacionados

Mais em Aeroportos, Europa, Ground Handling (2º de 1183 artigos)

«A portuguesa Beta-i foi escolhida para ser a entidade especialista de inovação do consórcio europeu TULIPS, um projeto liderado pelo Royal Schiphol Group e financiado pela Comissão Europeia. ...