pista73.com

conteúdos de aviação comercial

Inicio

Europa, Aviação Comercial

A Lufthansa e o MSC Group interessados em adquirir a ITA e recuperar a marca Alitalia

A Mediterranean Shipping Co. (MSC) e o grupo Lufthansa apresentaram esta segunda-feira (24/jan.) uma manifestação de interesse em adquirir uma posição de controlo na ITA Airways, a companhia aérea que substituiu oficialmente em outubro de 2021 a Alitalia.
A MSC, que opera nos fretes marítimos e navios de cruzeiros, com uma frota de 600 navios e 100.000 funcionários, uniu-se à companhia aérea alemã para tentar convencer o governo italiano a vender uma posição maioritária na antiga Alitalia. Na sexta-feira, o jornal italiano Il Foglio indicava que a Lufthansa iria avançar esta semana com uma proposta para comprar 40% da recém-criada companhia aérea transalpina.
O interesse em torno da ITA Airways aumentou desde que a nova companhia começou a operar, em outubro do ano passado, tendo o presidente da empresa, Alfredo Altavilla, manifestado várias vezes que a intenção é que a companhia seja adquirida por alguma das grandes companhias aéreas mundiais. Altavilla indicou também que pretende que seja encontrado um comprador até final deste ano.
O nome da Lufthansa já tinha sido avançado por diversas vezes, tal como sucedeu com a TAP, em que a companhia germânica é vista como um investidor desejável.
Além da Lufthansa, também a norte-americana Delta Air Lines era apontada como um potencial comprador da ITA Airways, mas a companhia com sede em Atlanta indicou em dezembro que não tinha interesse no negócio.
A Alitalia encontrava-se em falência desde 2017. Em setembro último, Bruxelas deu luz verde a uma injeção do Estado italiano na ITA Airways num montante de 1.350 milhões de euros, menos de metade do que os três mil milhões anunciados por Roma em 2020.

 

Artigos relacionados

Mais em Aviação Comercial, Europa (188º de 1060 artigos)

O governo e a companhia aérea alemã Lufthansa chegaram a um acordo sobre o pacote de resgate da companhia aérea, avaliado em cerca de 9 mil milhões de euros, ...